Correio do Minho

Braga, quarta-feira

CIM Alto Minho já garantiu 520 milhões de investimento para o território
Câmara de Braga reafirma alienação da Confiança

CIM Alto Minho já garantiu 520 milhões de investimento para o território

Juventude Popular prepara eleições europeias e legislativas

Alto Minho

2018-10-17 às 06h00

Redacção

No âmbito do Portugal 2020, a CIM Alto Minho já garantiu 520 milhões de euros de investimento exclusivamente para a região. Revelação foi feita na sessão comemorativa do 10.º aniversário desta Comunidade Intermunicipal.

O presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho, José Maria Costa, anunciou, no seminário ‘Alto Minho 2030: Balanço 2014-2020 & Novos Desafios’, que, até ao momento, no âmbito do Portugal 2020, já foram garantidos 520 milhões de euros de investimento exclusivamente para o Alto Minho.
O também presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, que falava no debate que aconteceu em Vila Nova de Cerveira e que contou com a participação do secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, referiu que, do valor global, cerca de 55% são orientados para investimento empresarial, cerca de 25% para a valorização de serviços colectivos territoriais e 20% para qualificação de jovens e activos.

O líder da CIM Alto Minho frisou que, no próximo quadro comunitário de apoio, os municípios da região terão de aprofundar a cooperação, destacando a importância de um trabalho mais profundo em áreas como a mobilidade e uma nova abordagem, mais integrada e participada na qualidade de vida das pessoas, ao nível da saúde e dos equipamentos sociais.
Este seminário assinalou os 10 anos de existência da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, debatendo a estratégia que os municípios do Alto Minho pretendem implementar até 2030.
A CIM Alto Minho foi constituída a 15 de Outubro de 2008, tendo por base um novo contexto territorial que resultou da reorganização das NUT III, que alterou o modelo de intervenção intermunicipal.

Novo quadro comunitário já está em discussão

Na sessão comemorativa do 10.º aniversário da CIM Alto Minho, o secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão lembrou que, até ao fim do ano, o Governo vai lançar o processo de planeamento regional, ao nível das áreas metropolitanas e das comunidades intermunicipais, relativo à preparação do novo quadro comunitário de apoio e à aguardada aprovação do quadro financeiro plurianual no próximo ano.
O governante realçou a importância de o debate sobre estas matérias se começar a fazer desde já, “pois quanto mais cedo pusermos os motores a aquecer, mais ficaremos preparados e em melhores condições para participar na corrida que se seguirá”, referiu o secretário de Estado, realçando a importância de se chegar a uma “resposta pronta” assim que o próximo quadro comunitário de apoio for aprovado.
Relativamente ao quadro financeiro plurianual, lembrou que em Maio do próximo ano há eleições europeias, daí o “sentimento de urgência” para se decidir essa matéria. Realçou que os regulamentos já estão em fase de discussão e o objectivo é que tudo de decida no próximo Conselho Europeu, em Maio, na Roménia.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.