Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
CIM Alto Minho pede novo prazo para limpar matas
Câmara de Vizela desativa espaços para residência de rectaguarda Covid-19

CIM Alto Minho pede novo prazo para limpar matas

Novo líder do PSD Barcelos quer conquistar a Câmara

CIM Alto Minho pede novo prazo para limpar matas

Alto Minho

2020-03-27 às 12h25

Redacção Redacção

José Maria Costa, presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho, está “muito preocupado” com falta de limpeza das matas.

O presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho manifestou-se ontem “muito preocupado” com a falta de limpeza das matas em consequência do estado de emergência e pediu novo prazo para esses trabalhos de prevenção de fogos florestais.
“Mal termine este período de contenção, deverão ser activados alguns mecanismos adicionais, nomeadamente a proibição de queimas e queimadas como forma de prevenção. Defendemos ainda a definição de um novo prazo. Sabemos que não pode ser muito alargado, mas o necessário para se fazer o trabalho que não foi feito até aqui, pelas razões que todos conhecemos”, afirmou, em declarações à agência Lusa, José Maria Costa.

O autarca socialista acrescentou que, “apesar das dificuldades, houve algumas limpezas feitas pelos proprietários”, sublinhando que, devido ao estado de emergência, no distrito de Viana do Castelo, e de “uma forma geral”, os municípios proibiram a realização de queimas e queimadas.
“Em Viana do Castelo, por exemplo, estão proibidas porque, neste momento, toda a força dos bombeiros e dos meios da protecção civil estão mobilizados para este combate ao novo coronavírus”, sublinhou o líder da CIM do Alto Minho

José Maria Costa, que é também presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, admitiu que a estrutura que agrega os 10 municípios do distrito “está muito preocupada” com a massa combustível existente nas florestas, “atendendo não só às condições climatéricas que houve este ano, propícias para acumular matéria combustível, mas também por haver algum atraso na limpeza das envolventes dos aglomerados urbanos, devido às medidas de restrição à circulação de pessoas”.
“Por outro lado, algumas empresas não estão activas, neste momento”, reforçou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho