Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Ciência Viva no Verão está de regresso
Mosteiro de Rendufe vai alojar unidade hoteleira turística

Ciência Viva no Verão está de regresso

Minho dominou itens estatísticos da I Liga

Ciência Viva no Verão está de regresso

Braga

2020-07-13 às 13h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Programa Ciência Viva no Verão está de regresso ao Minho com várias actividades nas áreas da Astronomia e da Biologia. A inscrição prévia é obrigatória.

Se 15 de Julho a 15 de Setembro, o programa Ciência Viva no Verão está de regresso, pelo 15.º ano consecutivo, mas desta vez em moldes especiais e adaptados à situação epidemiológica do país.
Neste Verão, o Ciência Viva propõe-se potenciar a cultura e a ciência com várias actividades realizadas no exterior.
Ao contrário do habitual, todas as acções têm inscrição obrigatória e regras muito restritas de participação. “Ninguém que não esteja inscrito poderá participar nas actividades. Os grupos são muito mais reduzidos e estão sujeitos a um conjunto de normas de higiene e segurança” , alerta João Vieira, director do Centro Ciência Viva de Braga.
Na região serão várias as iniciativas de Astronomia, para o público em geral. As observações astronómicas no Minho vão decorrer no Museu D. Diogo de Sousa (3 de Agosto), Museu Biscainhos (4 de Agosto), Esposende (5 de Agosto), Moledo (6 de Agosto), Observatório de Gualtar (dias 7 e 29 de Agosto), Vila Praia de Âncora (10 de Agosto), Apúlia (11 de Agosto), Ofir (12 de Agosto), Tibães (15 de Agosto) e no Bom Jesus (25 de Agosto).
Nas sessões previstas, os astrónomos do Centro Ciência Viva de Braga irão realizar observações com um telescópio “hi-tech” que transmite a imagem (que está a ser observada) para os smartphones dos participantes. Por essa razão só poderão participar grupos limitados a 19 pessoas (ou grupos familiares).
“Não serão observações como estamos habituados, em que os participantes colocam o olho numa ocular de telescópio. Este ano vão ser observações através de um telescópio de alta tecnologia que tem incorporada uma câmara CCD que transmite as imagens em tempo real para o smartphone dos participantes. Isto tem duas vantagens importantes: a possibilidade de vermos objectos muito mais ténues do que o que vemos numa ocular (como galáxias, nebulosas ou enxames muito ténues) e ainda a de podermos estar distantes uns dos outros”, explica João Vieira.
Para além das actividades de Astronomia, o Centro de Ciência Viva de Braga leva ainda a cabo acções de Biologia em diversos locais. Nestas actividades, dirigidas pelas biólogas da Casa da Ciência de Braga, sobretudo nas que envolvem acções práticas, também vão ser usados microscópios ópticos adaptados com sistemas digitais de imagem.
As acções de Biologia também privilegiar o distanciamento social e a segurança dos participantes. As actividades têm também um número limitado de inscrições e só podem participar pessoas inscritas previamente.
No Minho vão realizar-se as seguintes acções: ‘Oue escondem as poças de maré das praias de Esposende’, na Praia de São Bartolomeu do Mar (20 e 21 de Julho); Percurso na Encosta do Sol (20, 29 e 30 de Julho); ‘O que esconde o estuário do Rio Cávado’ (23 e 24 de Julho); ‘O que esconde a mata de Tibães’ (28 e 31 de Julho, 27 e 28 de Agosto); ‘Que seres vivos aquáticos existem em Tibães’ (28 e 31 de Julho, 27 e 28 de Agosto); e ‘Descoberta nocturna dos jardins do Bom de Jesus’ (25 de Agosto).
“Tivemos que nos adaptar e fazer um forte investimento tecnológico de modo a que estas acções, procuradas por milhares de pessoas em todo o país, pudessem mais uma vez realizar-se. Será diferente, mas será com toda a certeza muito divertido e em segurança para todos. Permitirá a quem não possa estar presente ter acesso aos objectos observados porque serão colocados todos on-line. Os participantes inscritos nas acções poderão levar os registos nos seus telemóveis e por isso será de certeza diferenciador”, refere João Vieira.
O programa Ciência Viva no Verão em Rede é organizado pela Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica - Ciência Viva desafiando os cidadãos a fazer férias com a ciência. O programa nacional completo que tem mais de 200 acções e quase 500 datas organizadas por Centros Ciência Viva, associações científicas, autarquias e empresas pode ser consultado em www.cienciaviva.pt.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho