Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Classificar para preservar tradições
FC Piratas de Creixomil sobe à II Divisão Nacional

Classificar para preservar tradições

Câmara cede espaço no centro a animadores turísticos para apoiar a retoma do sector

Classificar para preservar tradições

Cávado

2020-05-27 às 10h14

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Câmara de Terras de Bouro vai apresentar a vezeira, a aldeia submersa de Vilarinho das Furnas e as pontes do Rio Caldo ao Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial. Candidatura da Geira Romana a Património da Unesco está a ser estudada.

Até ao final do mês de Junho, a Câmara Municipal de Terras de Bouro vai apresentar as candidaturas da vezeira, da aldeia submersa de Vilarinho das Furnas e as pontes do Rio Caldo ao Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial Português. A novidade foi ontem avançada pelo presidente da autarquia, Manuel Tibo, que também destacou a preparação para a inscrição da geira romana a Património Mundial da Unesco.

“Ao longo deste mandato temos feito muito trabalho para avançar com estas candidaturas e agora surgiu a oportunidade, através do Programa de Desenvolvimento Rural (PRODER), e vamos apresentar as candidaturas”, garantiu o presidente, defendendo que o concelho “tem tradições ancestrais e é fundamental não as deixar morrer”. Manuel Tibo foi peremptório: “nada melhor do que colocar em memória futura as marcas fortes do nosso concelho”.
Ciente da importância da vezeira, tradição típica das gentes e enraizadas na cultura, bem como dos espaços e equipamentos, a autarquia tem, por isso, em marcha a elaboração do dossier com o objectivo da abertura do processo de classificação para a inscrição da ‘Vezeira’, da aldeia submersa e das pontes no Inventário Nacional de Património Cultural Imaterial Português.

No caso da vezeira, esta medida destina-se “a proteger manifestações em risco de desaparecimento a curto e médio prazo”. Desta forma, espera-se poder “ajudar a travar o declínio desta actividade tão importante e tão identitária das populações”, assumindo o município as acções de “salvaguarda e valorização”.  O município procura, assumiu Manuel Tibo, “a dinamização das tradições como factor essencial do reforço da entidade cultural do Minho”.
Entretanto, o Município de Terras de Bouro está a trabalhar com a Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho para se apresentar uma candidatura da geira romana a Património da Unesco. “Já iniciámos o proceso e estamos a aguardar que a unidade nos apresente o trabalho para depois preparar a inscrição da geira romana, que já está classificada como património nacional”, informou o autarca.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho