Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Câmara de Barcelos investe 500 mil euros no Orçamento Participativo
Mercadona abre primeira loja em Braga com garantia de qualidade a preços baixos

Câmara de Barcelos investe 500 mil euros no Orçamento Participativo

Programa ‘Bairro Feliz’ vai remodelar o recreio das crianças da EB1 de Gualtar

Câmara de Barcelos investe 500 mil euros no Orçamento Participativo

Cávado

2019-10-16 às 06h00

Miguel Viana Miguel Viana

População pode apresentar projectos em 10 áreas diferentes e que contribuam para a melhoria da qualidade de vida dos munícipes. Projectos podem ser apresentadas até ao fim do mês de Novembro.

Cerca de 500 mil euros é quanto a Câmara Municipal de Barcelos pretende investir na edição deste ano do Orçamento Participativo, que ontem foi apresentado publicamente. O evento tem como tema ‘Os Barcelenses Propõem, os Barcelenses Decidem’.
A iniciativa destina-se a cidadãos, com 16 anos ou mais de idade, que sejam naturais, residam, trabalhem, ou estudem no concelho de Barcelos e que pretendam apresentar projectos que visem melhorar a qualidade dos munícipes.

Armandina Saleiro, vice-presidente da Câmara Municipal de Barcelos, referiu que a participação dos cidadãos é uma oportunidade de exercer a cidadania.
“Trazemos este Orçamento Participativo para o público e espero que seja um sucesso e espero que os barcelenses participem activamente na votação e na apresentação de projectos. Este é um passo importante que damos na participação da comunidade e na cidadania”, referiu Armandina Saleiro.

O coordenador do Orçamento Participativo, Manuel Mota, acrescentou que na edição deste ano é dada uma atenção especial à participação dos jovens. “É também um melhoramento profundo da democracia. Tem de haver um cuidado muito especial aos jovens com 16 /17 anos e preparà-los para o exercício da cidadania”, indicou Manuel Mota. A concurso podem ser apresentados projectos nas áreas da ‘Democracia e Cidadania’, ‘Solidariedade e Coesão Social’, ‘Ecologia, Ambiente e Energia’, ‘Cultura e Arte Urbana, ‘Educação e Juventude’, ‘Património Material e Imaterial, ‘Desporto, Saúde e Bem-estar’, ‘Mobilidade, ‘Qualidade de Vida’ ‘Inovação e Empreendedorismo’. A cada cidadão corresponde apenas um voto. Cada proposta deverá ter um limite máximo de 50 mil euros, e podem ser apresentadas até ao último dia do mês de Novembro, através do endereço electrónico www.participe.cm-barcelos. pt, ou nas assembleias participativas. A primeira decorre já no dia 24 deste mês, no auditório da Câmara Municipal de Barcelos, mas as freguesias também serão contempladas.

“A equipa de coordenação fez o mapa do concelho, distribuído por freguesias ou uniões de freguesias. Foram contactadas instituições das freguesias e estão a ser escolhidos oito locais que sirvam o conjunto das freguesias por áreas. Todas as freguesias têm uma proximidade quase que directa de forma a que se cubram as 61 freguesias e uniões de freguesia”, declarou Manuel Mota, coordenador do Orçamento Participativo da Câmara Municipal de Barcelos
O Orçamento Participativo desenrola-se em sete fases (apresentação de propostas, análise das propostas pelos serviços municipais, período de reclamações, decisão sobre as reclamações, divulgação da lista final dos projectos, votação pública dos projectos e apresentação pública dos projectos vencedores).
A fase de votação (apenas e só ‘on line’) decorre entre os dias 7 e 21 de Janeiro de 2020. Cada cidadão pode apresentar apenas uma proposta. O prazo de execução das propostas não pode exceder os nove meses consecutivos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.