Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Câmara de Famalicão investe cerca de 140 mil euros na oferta das fichas de trabalho
Visita pedonal leva alunos por lugares do poder e da resistência em Braga

Câmara de Famalicão investe cerca de 140 mil euros na oferta das fichas de trabalho

Milhares de pessoas quiseram despedir-se de Neno!

Câmara de Famalicão investe cerca de 140 mil euros na oferta das fichas de trabalho

Vale do Ave

2020-09-18 às 17h17

Redacção Redacção

Oferta abrange um universo de mais de 3500 crianças do primeiro ciclo

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão investiu, neste ano letivo de 2020/2021, cerca 140 mil euros na oferta das fichas de trabalho a todas as crianças do concelho que frequentam o 1.º ciclo do ensino básico. A medida representa a aposta do munícipio na gratuitidade e igualdade da educação.

No seguimento do progressivo empréstimo dos manuais escolares realizado pelo Ministério da Educação, o município de Vila Nova de Famalicão – pioneiro na oferta dos livros escolares ao 1º ciclo em 2002 – oferece agora os cadernos de atividades, mais conhecidos como fichas de trabalho, a todos os alunos do 1.º ciclo, permitindo que todas as crianças comecem o ano letivo em pé de igualdade.

Isso mesmo foi referido esta sexta-feira, pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, durante uma visita simbólica que efetuou ao Centro Escolar de Antas. Acompanhado pelo diretor do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, Carlos Teixeira e pelo vereador da Educação Leonel Rocha, o autarca salientou que “o municipio quer que as crianças tenham desde o primeiro dia de aulas as ferramentas que são necessárias para serem bem sucedidas”. E acrescentou: “A chegada à escola foi, este ano, diferente dos outros anos, mas nós queremos que com a oferta destas fichas dar um sinal às famílias, de que estamos aqui para ajudar e para as libertar deste encargo financeiro”.

Para Carlos Teixeira “esta medida representa um regresso aquilo que já existe em Famalicão há muitos anos e a que já estamos habituados primeiro com a oferta dos manuais e agora com as fichas de trabalho. Neste regresso à escola, ao fim de quase seis meses, com esta medida, as crianças e as famílias percebem que, na medida do possível, a escola continua e vai continuar a dar-lhes todas as condições para a sua aprendizagem”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho