Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso mantém isenção de derrama para 2021
Câmara Municipal de Viana do Castelo transfere 725 mil euros para limpeza urbana

Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso mantém isenção de derrama para 2021

A Quinta cresce em pedagogia e avança com novos projectos

Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso mantém isenção de derrama para 2021

Cávado

2020-12-03 às 21h21

Redacção Redacção

Trata-se aqui da manutenção de uma medida que representa um estímulo para a fixação e manutenção de empresas geradoras de desenvolvimento no concelho. A autarquia Povoense pretende ver compensada a perda de receita por esta via com a disponibilização de emprego.

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso aprovou a isenção da taxa de derrama para 2021.

Trata-se aqui da manutenção de uma medida que representa um estímulo para a fixação e manutenção de empresas geradoras de desenvolvimento no concelho. A autarquia Povoense pretende ver compensada a perda de receita por esta via com a disponibilização de emprego.

A proposta apresentada pelo Presidente da Câmara Municipal, Avelino Silva, e aprovada na mais recente reunião de Câmara, baseia-se em quatro aspectos: em primeiro lugar, tem em conta que o Município optou, nos últimos anos, por não fixar esta taxa; em segundo lugar, que o Plano de Atividades para 2021 revela uma estratégia de dinamização económica assente na criação de condições favoráveis ao acolhimento empresarial; em terceiro lugar, atende a que os concelhos competem entre eles e que é na minimização dos custos de contexto que os investidores definem as suas opções; e, em quarto lugar, tem em consideração que esta perda de receita é compensada com emprego.

De referir que constitui receita dos municípios o produto da cobrança de derramas e que os municípios podem deliberar lançar derrama até ao limite máximo de 1,5%, sobre o lucro tributável sujeito e não isento de imposto sobre o rendimento de pessoas coletivas (IRC), que corresponda à proporção do rendimento gerado na área geográfica por sujeitos passivos residentes em território português que exerçam, a título principal, uma atividade de natureza comercial, industrial ou agrícola e não residentes com estabelecimento estável nesse território.

Compete agora à Assembleia Municipal da Póvoa de Lanhoso pronunciar-se sobre esta matéria.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho