Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Câmara Municipal de Braga aprova projecto PISA para as Escolas
Famalicão: Camilo Castelo Branco inspira ‘Heróis Improváveis’

Câmara Municipal de Braga aprova projecto PISA para as Escolas

Regresso dos adeptos ao estádio “ainda esta temporada”

Câmara Municipal de Braga aprova projecto PISA para as Escolas

Braga

2020-02-24 às 06h00

José Paulo Silva José Paulo Silva

Vereação vota hoje proposta de adesão do Município de Braga ao projecto PISA?para as Escolas. Objectivo é testar competências de alunos na Leitura,?Matemática e Ciências.

Os agrupamentos de escolas Alberto Sampaio, Carlos Amarante, D.?Maria II, Maximinos e Sá de Miranda, o Conservatório de Música Calouste Gulbenkian e o Colégio D. Diogo de Sousa vão implementar o projecto ‘PISA para as Escolas’. Uma proposta nesse sentido é votada hoje, em reunião da vereação da Câmara Municipal de Braga.
PISA para as Escolas é desenvolvido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), em articulação com o Instituto Politécnico de Lisboa e Câmaras Municipais.
O projecto testa as competências de alunos de 15 anos de idade nos domínios da Leitura, Matemática e Ciências numa escala comparável com os resultados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA).
O desempenho dos alunos será cruzado com o seu contexto sócio-económico e as suas atitudes perante a aprendizagem.

Com este projecto, “procura-se melhorar os resultados de aprendizagem dos alunos e o seu bem estar, através da capacitação dos professores, líderes escolares e coordenadores regionais e nacionais”, lê-se na proposta apresentada pela vereadora da Educação, Lídia Dias, ao executivo municipal.
Os estabelecimentos de ensino seleccionados são aqueles que se voluntariam para o ‘PISA para as Escolas’, a executar pelo Instituto Politécnico de Lisboa.
Lídia Dias explica que os resultados serão apurados “ao nível de cada escola”.

Para a implementação do ‘PISA para as Escolas’, a Câmara Municipal vai celebrar um protocolo de colaboração com o Instituto Politécnico de Lisboa.
A aquisição deste serviço custará aos cofres municipais 23 370 euros.
Com o ‘PISA para as Escolas’ pretende-se também produzir e analisar informação regional sobre as características e o sistema de geração de competências para a futura população do território.
Visa-se, igualmente, promover redes locais de aprendizagem com o objectivo da aprendizagem colaborativa entre os agrupamentos de escolas.
As actividades em rede terão em vista a capacitação dos agrupamentos de escolas para a melhoria dos resultados de aprendizagem dos alunos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho