Correio do Minho

Braga,

- +
CNS - Campus Neurológico inaugura clínica em Braga
Vítor Oliveira é candidato à presidência da concelhia do PS de Guimarães

CNS - Campus Neurológico inaugura clínica em Braga

Bom Jesus: visita à Torre Sineira e Coro Alto foi um sucesso

CNS - Campus Neurológico inaugura clínica em Braga

Ensino

2024-02-18 às 06h00

Redacção Redacção

CNS - Campus Neurológico inaugurou ontem a sua primeira unidade na região Norte. Fica em Braga e disponibiliza uma abordagem especializa-da e multidisciplinar no tratamento de múltiplas doenças neurológicas.

Citação

É no n.º 620 da Avenida 31 de Janeiro, na zona da Senhora-a-
-Branca, que se localiza a unidade de Braga do CNS - Campus Neurológico, ontem inaugurada formalmente.
Esta é a primeira clínica do CNS - Campus Neurológico na região Norte do País, existindo uma unidade há dez anos em Torres Vedras e uma outra, mais recente, em Lisboa.
“O CNS - Campus Neurológico Braga é uma clínica que surge pela necessidade que sentíamos que existia na região Norte de haver uma clínica com estas características”, explicou Margarida Rodrigues, neurologista e coordenadora do CNS Braga, ao Correio do Minho.

“O CNS Braga é uma clínica que disponibiliza ao doente com problemas neurológicos um tratamento integrado e multidisciplinar. Ou seja, no mesmo local, a pessoa encontre consultas de neurologia e de outras especialidades que eventualmente precise e tratamentos complementares como a fisioterapia, a terapia da fala, a psicologia, a nutrição e a terapia ocupacional”, explicou.
O CNS Braga é, portanto, uma clínica especializada em doenças neurológicas, como dores de cabeça, epilepsia, Parkinson, Alzheimer, esclerose múltipla, doenças neuromusculares, sequelas de AVC.
A clínica começou a trabalhar há cerca de três semanas, mas ontem o dia foi especial assinalando-se formalmente a inauguração. Realizou-se uma ‘manhã aberta’ com a demonstração das diferentes terapias que existem no CNS Braga. De tarde, destaque para duas conferências médicas, uma pelo professor Joaquim Ferreira, o director clínico do CNS, sobre ‘Como devemos tratar as doenças neurodegenerativas em 2024’, e outra por Margarida Rodrigues, sobre ‘O papel da música no tratamento das doenças neurológicas’.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho