Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Coligação renova maioria mas perde vereador para o PS
Papas de Sarrabulho, Vinho Verde Loureiro e Laranja de Amares deram asas à imaginação de jovens estudantes

Coligação renova maioria mas perde vereador para o PS

Programação definida com Clermond-Ferrand

Coligação renova maioria mas perde vereador para o PS

Braga

2021-09-27 às 06h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Coligação ‘Juntos por Braga’ renovou ontem a maioria absoluta, mas registou a perda de um vereador para o Partido Socialista. O próximo executivo municipal será composto por seis eleitos da Coligação, quatro do PS e um da CDU.

A Coligação ‘Juntos por Braga’ garantiu ontem a terceira eleição de Ricardo Rio para a presidência da Câmara Municipal de Braga, tendo também renovado a maioria absoluta.
No entanto, esta não deixa de ser uma vitória que fica longe dos objectivos da Coligação que almejava mesmo a eleição de um oitavo mandato na Câmara.
As contas da noite eleitoral acabaram por ditar a perda de um vereador, consequência da dispersão de votos pelas candidaturas e do facto de Coligação ter obtido menos 8.545 votos do que há quatro anos.
Já o PS, conquistou mais 2700 votos para a Câmara, o que lhe valeu a eleição de um quarto vereador.
Nota ainda para a CDU que se afirmou como a terceira força política, garantindo a reeleição de um vereador.

O Chega tinha a expectativa de eleger um vereador, mas acabou por não atingir o objectivo. Mesmo assim, ficou em 4.º lugar, à frente do BE. A candidatura do Bloco ficou aquém da expectativas, no 5.º lugar.
A Iniciativa Liberal conseguiu um honroso 6.º lugar, à frente do PAN. O Livre foi a lista menos votada.
Na Assembleia Municipal, a Coligação elegeu 16 deputados, menos quatro do que em 2017. Já o PS vai contar com mais um: 13.
A CDU perde um eleito na Assembleia. Vai ter três deputados. O BE mantém os dois eleitos, o mesmo número de deputados que o Chega elegeu. O PAN e a Iniciativa Liberal também conseguem, cada um, eleger um deputado.

Hortense santos reeleita

No que diz respeito à Assembleia Municipal, a Coligação Juntos por Braga conseguiu alcançar o seu objectivo de garantir a maioria de mandatos, o que permite que Hortense Santos se volte a “sentar” no lugar mais alto da assembleia, renovando o seu mandato, o terceiro, para mais quatro anos de trabalho.
Nas contas finais da votação para eleger os membros da Assembleia Municipal de Braga, a Coligação Juntos por Braga conquistou um total de 16 eleitos, enquanto o Partido Socialista elegeu 13. A CDU conta com três eleitos, sendo que Chega e Bloco de Esquerda conquistaram dois lugares cada. Já o PAN e a Iniciativa Libero conseguiram também um eleito cada.
De fora ficou apenas o Livre que não conseguiu votos suficientes para chegar a garantir um lugar na Assembleia Municipal de Braga, para mais um mandato de quatro anos, até às próximas eleições autárquicas.

“Vamos continuar” a desenvolver e valorizar Braga”

Logo que foi confirmado que a Coligação ‘Juntos por Braga’ venceu as eleições autárquicas com maioria absoluta, Ricardo Rio discursou para agradecer “a confiança dos bracarenses” e garantir que ao longo dos próximos quatro anos “vai continuar a transformação do concelho de Braga”.
“Vamos continuar a transformar Braga para fazermos um concelho ainda mais exemplar a todos os níveis de governação, desde a componente da dinamização económica à responsabilidade social, passando pela dinamização cultural com a nossa forte candidatura a Capital Europeia da Cultura em 2027”, afirmou Rio perante as muitas dezenas de militantes que marcaram presença no Hotel Mercure para acompanhar o desenrolar da noite eleitoral.
Ricardo Rio, que não esperou pelo apuramento total dos resultados eleitorais para discursar, prometeu também que “nas próximas semanas e meses” vão também ser concretizadas respostas às dificuldades com que o concelho se tem deparado nos últimos tempos, nomeadamente em termos de habitação, mobilidade, e outras amplamente discutidas ao longo das últimas semanas.

“É com tranquilidade que encaramos este novo mandato porque sabemos que boa parte do caminho está feita com muitos projectos que se vão ver nas próximas semanas e meses e que já estavam a ser feitos”, disse, garantindo que os bracarenses vão perceber “que fizeram a aposta certa em renovar a maioria desta Coligação”.
Saudou ainda todos os candidatos às juntas de freguesias “pelo empenho com que se entregaram” às respectivas candidaturas.

Aos vencedores nas freguesias deixou também a garantia que “o código genético” da Coligação se mantém, pelo que todas as freguesias serão tratadas da mesma forma independentemente da escolha que foi feita pelo eleitorado.
Ricardo Rio mostrou-se ainda “muito satisfeito” por ver toda ?CIM do Cávado pintada de laranja. Deixou parabéns a todos os autarcas eleitos, em especial a Júlia Fernandes, a nova presidente da Câmara de Vila Verde, e a Mário Constantino que reconquistou ao PS a Câmara de Barcelos.
No contexto nacional, vincou que Braga continua a ser um dos concelhos onde PSD, CDS-PP, PPM e Aliança conseguem maior votação.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho