Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Crianças e autores locais na Feira do Livro de Ponte de Lima
Município de Amares vai atribuir Medalha de Ouro a António Variações

Crianças e autores locais na Feira do Livro de Ponte de Lima

Simulacro apela ao civismo na estrada

Crianças e autores locais na Feira do Livro de Ponte de Lima

Alto Minho

2019-07-19 às 06h00

José Paulo Silva José Paulo Silva

Pavilhão de Feiras e Exposições acolhe até domingo a 24.ª edição da Feira do Livro de Ponte de Lima. Certame abre-se a outras artes e dá atenção especial às crianças e jovens e aos autores da terra.

Rodeado de crianças e jovens, o presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Victor Mendes, inaugurou ontem a 24.ª edição da Feira do Livro, certame que tem o público infanto-juvenil como alvo prioritário. “Um dos públicos alvo da Feira do Livro são as nossas crianças e os nossos jovens”, destacou o autarca na primeira visita aos editores e livreiros presentes até domingo no Pavilhão de Feiras e Exposições de Ponte de Lima.

Com uma série de propostas entre o livro de papel e as ferramentas digitais, a 24.ª edição da Feira do Livro adapta-se à diversificação do negócio livreiro, dando espaço, no seu programa, a várias linguagens artísticas.
Maratonas de contos, conversas com autores, encontros de escritores, insufláveis, tertúlias, ateliers, espetáculos de ballet, concertos literários e actividades lúdicas, desenrolam-se no Pavilhão de Feiras e Exposições.
Publicações editadas pelo Município de Ponte de Lima e outras de âmbito regional têm lugar de destaque na Feira do Livro, que acolhe o II Encontro de Autores promovido pela Associação de Escritores, Jornalistas e Produtores Culturais de Ponte de Lima. Para além da mostra de livros de autores locais, este?Encontro revela pintura, joalharia e instalações artísticas, sessões de leitura e a apresentação dos livros ‘A antologia do Silêncio e Cinética da Alma’ (poesia), e o conto infantil ‘O mistério de de Spinachlândia’, de Susana Inês; e ‘Da Aldeia à Escrita’, de José Luís Sousa.

“Esta Feira tem sido uma alavanca muito importante para que haja mais gente a escrever e a ler”, considerou o presidente da Câmara Municipal, que salientou o projecto desenvovido pela sua autarquia de combate ao insucesso escolar em áreas como a escrita e a aprendizagem das línguas.
“Temos aqui uma banca de autores limianos e de outros que escreveram sobre Ponte de Lima, através da Associação de Escritores, Jornalistas e Produtores Culturais de Ponte de Lima, que tem procurado promover esses mesmos autores”, relevou Victor Mendes, consciente da “importância da Cultura no desenvolvimento de um território”.
Domingo, às 17h00, é apresentado o livro ‘Thomas Malheiro Correia Brandão: último Capitão-Mor de Ponte de Lima’, de Alberto Carteado Malheiro.

O primeiro dia da Feira do Livro de Ponte de Lima foi assinalado com a apresentação do n.º 5 da revista ‘Ponte de Lima: do passado ao presente, rumo ao futuro!’ e do livro ‘Nutristórias’, de Catarina Sousa.
Como acontecerá até domingo próximo, a programação diária da Feira do Livro de Ponte de Lima encerrou com música. A Academia de Música Fernandes Fão apresentou o espectáculo ‘AMFF In Concert 2019’.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.