Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Cuidado e carinho são as coberturas do sucesso do Restaurante Kianda
Guimarães: Mercado da segunda mão reabre com a totalidade dos lugares a partir do mês Novembro

Cuidado e carinho são as coberturas do sucesso do Restaurante Kianda

Professores debateram o aluno como agente da diversificação

Cuidado e carinho são as coberturas do sucesso do Restaurante Kianda

Economia

2021-09-28 às 08h03

Redacção Redacção

Kianda um espaço fragrante, com muito bom gosto e, sobretudo, reflexo do amor às origens da proprietária.

Restaurante Kianda,nascido sob inspiração na Deusa das águas, uma sereia proveniente de um mito angolano, fica a ‘paredes meias’ com a Sé de Braga, um local histórico, emblemático e privilegiado da cidade. A proprietária, Eliane Jéssica, iniciou o projecto como uma materialização das suas origens angolanas e quis trazer um pouco das tipicidades de África para cá. Com esse propósito desenvolveu um ambiente de carácter exótico dentro do espaço, que nos acolhe, desde o momento de entrada, com um aroma cheiroso, frutado, de travo a canela, e nos convida a conhecer tudo o resto até ao cardápio, que se assume como uma fusão da cozinha portuguesa com a cozinha angolana. Um espaço fragrante, ‘zen’, tranquilo, sereno, e adornado com muito bom gosto, fazendo uso de materiais como a madeira e o vime, articulados com cores quentes como o laranja e o castanho. No piso superior do restaurante, um sofá que cobre toda a área de refeição transmite-nos o aconchego que aqui é vivido, nos mais vastos sentidos, desde o ambiente acolhedor até às memórias de infância que nos são despoletadas com a experimentação destes pratos que remetem às origens.

Como plano de fundo para a degustação, é um papel de parede colorido, repleto de papagaios, que faz as delícias visuais do cliente. Por motivos pandémicos e pela inerente falta de abastecimento e subida de preço no mercado, e porque a guarnição aqui desenvolvida também possui uma parte de carácter português, a mandioca foi substituída pela batata doce. Neste sentido, a sugestão para o verde cool, é a batata doce palitada frita casada com um vinho ‘Porta da Capela’ Rosado, um petisco que pode ser apreciado todos os dias da semana. Além de outras belas confeções, o prato mais típicamente servido é a muamba de galinha com óleo de palma.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho