Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
De volta ao trabalho com o foco no regresso à II Liga
Centros de Bicicletas e Caminhadas na Lamela e no Mezio

De volta ao trabalho com o foco no regresso à II Liga

Grupo americano visita concelho

De volta ao trabalho com o foco no regresso à II Liga

Desporto

2022-06-27 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Equipa B do SC Braga arranca esta segunda-feira os trabalhos de pré-época. Mudanças no comando técnico não alteram ambição de repetir nível exibido em 21/22. Objectivo passa pela subida de divisão.

Citação

Reabre esta manhã, bem cedo, pelas 8 horas, a oficina da equipa B do SC Braga, que vai dedicar os primeiros dois dias à realização dos habituais exames médicos e físicos.
A maior novidade verifica-se no comando técnico, com Custódio Castro, de 39 anos, a suceder a Artur Jorge, escolhido por António Salvador para assumir o comando da equipa principal.
Para trás, Custódio deixa uma temporada bem conseguida ao serviço dos sub-23, naquela que foi a primeira época completa numa equipa, depois de, em 2019/20, ter começado nos sub-17, sendo recrutado mais tarde para assumir a equipa A.

Em 2021/22, Custódio conduziu os sub-23 à presença na fase final da Liga Revelação, tendo ainda sido finalista vencido da Taça Revelação, saltando agora de patamar, com o objectivo de fazer com que a equipa B possa repetir o nível exibido na última época - onde disputou a fase de subida à II Liga -, procurando, desta vez, ser melhor sucedido do que o seu antecessor.
Nesta transição, os adjuntos Hugo Freitas, Paulo Jorge e Ricardo Sousa farão parte da equipa técnica de Custódio, que terá, também ela, uma novidade: a inclusão de Rui Rêgo, técnico de guarda-redes que na última temporada esteve ao serviços dos sub-17.
Hoje e amanhã, como referido, os jogadores serão submetidos aos testes físicos, estando o primeiro treino nos relvados da Cidade Desportiva agendado para a próxima quarta-feira, dia 29 de Junho.

Schürrle e Álvaro Djaló serão duas das ‘perdas’ mais significativas no arranque

Não serão exactamente vistos como ‘perdas’, até porque o objectivo destas equipas de ‘transicção’ entre a formação e o patamar sénior é mesmo esse: preparar atletas por forma a serem lançados na formação principal.
Ainda assim, sobretudo pelos pilares que foram sendo em 2021/22, o médio Schürrle (cinco golos e cinco assistências) e o avançado Álvaro Djaló (melhor marcador da equipa, com nove golos e duas assistências) serão as subtracções mais significativas com que Custódio se vai deparar no arranque dos trabalhos.

A dupla está integrada nos trabalhos da equipa A, às ordens de Artur Jorge, que com eles trabalhou durante a última temporada, pelo que quer observar a resposta dada por ambos num nível acima. Ainda assim, tal como sucederá com Roger Fernandes e Dinis Rodrigues, por exemplo, a possibilidade de Schürrle e Djaló descerem aos bês sempre que não forem convocados para a equipa A é bem real.
De resto, de saída do clube estão confirmados os nomes de Bernardo Caldeira, Isaiah LeFlore, Pedro Martins (termina contrato), Rúben Fonseca (SC Braga não accionou a cláusula de compra, pelo que regressará ao Tondela depois do empréstimo) e Leonardo Buta, que foi transferido para os italianos da Udinese a troco de dois milhões.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho