Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
“Dependemos muito das importações de países fora da UE”
IPCA abre mais de mil vagas de licenciatura

“Dependemos muito das importações de países fora da UE”

Ivo Vieira: “Enquanto for matematicamente possível, vamos continuar a lutar”

“Dependemos muito das importações de países fora da UE”

Vale do Ave

2020-05-28 às 12h25

Redacção Redacção

O futuro da Europa e das relações económicas com outros estados e com mercados como a Ásia e os Estados Unidos foi o tema do webinar promovido pela distrital de Braga do CDS-PP.

O futuro da Europa e das relações económicas com outros estados e com mercados como a Ásia e os Estados Unidos foi o tema do webinar promovido pela distrital de Braga do CDS-PP. O debate foi conduzido por Durval Tiago Ferreira e teve como anfitrião Nuno Melo e convidados Nuno Rogeiro e o socialista Francisco Assis, até 2019 eurodeputado.
O debate centrou-se em como a União Europeia (UE) a 27 poderá convergir numa resposta comum à crise económica pós pandemia e na necessidade de uma ‘reindustrialização’ no seio da UE, que deixe no futuro a comunidade “melhor preparada para dar resposta a crises como a que estamos a viver”.

Nuno Rogeiro foi o primeiro a deixar críticas à resposta da UE à pandemia referindo ter muitas dúvidas sobre se a resposta tenha sido adequada. “O problema não foi apenas de saúde pública, mas essencialmente um problema de emergência humana, económica e industrial, e de direitos, liberdades e garantias, que cada um tomou para si, quando a resposta deveria ter sido conjunta”.
Nuno Melo tem também muitas dúvidas sobre a forma como a ajuda comunitária vai chegar aos Estados. O eurodeputado alertou para uma necessidade de reinvenção da indústria europeia. “Esta crise mostrou-nos que dependemos muito das importações de países de fora da União Europeia”, uma ideia também defendida por Nuno Rogeiro e Francisco Assis.

Francisco Assis defendeu ainda uma renovação da produção interna da Europa. O ex-eurodeputado disse que há necessidade de a UE falar a uma só voz na negociação comercial com os parceiros externos. “É importante que nesta matéria haja uma gestão de interesses individuais dos países, sobre pena de colocarmos o modelo económico e social da EU em causa”. O antigo deputado socialista apontou ainda uma necessidade urgente de a Europa se tornar autónoma no conceito de soberania em matéria de saúde e sector alimentar.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho