Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Deputado defende criação de Subdestacamento Territorial da GNR de Famalicão
País replica projecto de Braga no combate à violência no desporto

Deputado defende criação de Subdestacamento Territorial da GNR de Famalicão

Deixe-se guiar pela história do santuário de Nossa Senhora do Sameiro

Deputado defende criação de Subdestacamento Territorial da GNR de Famalicão

Vale do Ave

2020-01-20 às 11h38

Redacção Redacção

Deputado do PSD, Jorge Paulo Oliveira, defende a criação do Subdestacamento Territorial de Famalicão, argumentando que a dimensão do concelho “mais que o justifica”.

O deputado Jorge Paulo Oliveira voltou a defender a criação do Subdestacamento Territorial da GNR de Famalicão, “um escalão eminentemente operacional daquela força”.
Em comunicado, o deputado do PSD recorda que a criação do Destacamento Territorial de Vila Nova de Famalicão, está consagrada legalmente desde 16 de Dezembro de 2008, “mas nunca viu a luz do dia”, recordou o social democrata.
Admitindo que a materialização da estrutura “apresenta dificuldades várias”, Jorge Paulo Oliveira defendeu perante Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, uma solução intermédia que passaria pela criação do Subdestacamento Territorial de Famalicão.

O deputado social democrata, argumenta que a dimensão territorial, populacional, económica e social do município famalicense, “mais do que justificava a criação daquela estrutura, que permitiria a desvinculação dos três Postos dos Comandos Territoriais existentes no município” (Joane, Riba de Ave e Famalicão), da tutela operacional do Destacamento de Barcelos da GNR. Esta desvinculação, segundo Jorge Paulo Oliveira, permitiria igualmente, “reforçar o quadro de efectivos e aproveitar o contexto para proceder a uma reabilitação do atual posto da GNR de Famalicão que, dos três que o município dispõe, é aquele que apresenta maiores debilidades em termos de conservação dos espaços, mas que, estranhamente, não está abrangido pela Lei de Programação de Infra-estruturas e Equipamentos”.

Esta não é a primeira vez que Jorge Paulo Oliveira desafia o ministro da Administração Interna a revelar a disponibilidade do Governo para a criação desta estrutura que traria para o concelho famalicense unidades como o Núcleo de Investigação Criminal e o Núcleo de Protecção do Ambiente.
O deputado chegou mesmo a dizer que, se na discussão do Orçamento do Estado do ano passado, quando questionado o ministro nada disse, “pode ser que desta vez os famalicenses tenham mais sorte”.
Não tiveram, pois Eduardo Cabrita, optou por não responder.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.