Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Despacho do reitor fixa valores das propinas do próximo ano lectivo
Edna’s Boteco propõe viagem pelos sabores típicos do Brasil

Despacho do reitor fixa valores das propinas do próximo ano lectivo

Partido Os Verdes promoveu caminhada guiada pela Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos

Despacho do reitor fixa valores das propinas do próximo ano lectivo

Braga

2022-08-08 às 06h00

José Paulo Silva José Paulo Silva

UMinho mantém 697 euros como valor da propinas dos alunos nacionais de licenciatura ou mestrado integrado. Propinas dos alunos internacionais variam de escola para escola.

Citação

Foi publicado há dias o despacho do reitor da Universidade do Minho que fixa os valores das propinas a cobrar no próximo ano lectivo, que mantém o valor de 697 euros para os alunos nacionais inscritos em licenciaturas ou mestrados integrados.
O montante das propinas a pagar por estudantes de países de língua oficial portuguesa e de outros países variam de escola para escola.
As escolas de Ciências, Engenharia, Psicologia e Enfermagem aplicam o valor mais alto para a frequência de alunos internacionais: 6 500 euros, sendo que a Escola de Ciências diferencia os alunos de países de expressão portuguesa com uma propina de 872 euros, aplicando a Escola de Engenharia propina de 3 000 euros para os estudantes estrangeiros com a mesma proveniência.
As licenciaturas e mestrados integrados da Escola de Arquitectura da Universidade do Minho têm um custo de 872 euros para os alunos dos PALOP e de 5 500 para os de outros países.
Já a Escola de Engenharia tem uma propina única de 4 500 euros para os alunos estrangeiros de licenciatura ou mestrado integrado.
Na Escola de Direito, os alunos PALOP pagam propina de 872 euros e os restantes internacionais 4 500 euros.
Nos cursos do Instituto de Letras, Artes e Ciências Humanas, os alunos PALOP pagam 872 euros e os restantes internacionais 2 000 euros.
As escolas de Psicologia e Enfermagem fixaram uma propina única para alunos internacionais de 6 500 euros e a de Ciências Sociais estabeleceu um montante de 4 500 euros.
No Instituto de Educação da Universidade do Minho, os alunos internacionais pagam 872 ou 4 500 euros pela frequência dos cursos, caso sejam oriundos dos PALOP ou de outros países, respectivamente.
O pagamento das propinas na Universidade do Minho efectua-se em 10 prestações, de igual valor, até ao dia 10 de cada mês, com início em Outubro próximo, através de uma das modalidades depagamento disponíveis no Portal Académico.
Para os cursos cuja edição se inicia no 2.º semestre, o pagamento inicia-se em março de 2023.
Os estudantes podem optar por pagar o valor total da propina em uma única prestação, devendo fazê-lo até 10 de Outubro, para cursos que começam no 1.º semestre, e até 10 de Março, para cursos que começam no 2.º semestre, esclarece o despacho do reitor Rui Vieira de Castro.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho