Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Dia Mundial das leguminosas foi o mote para mais um '5 ao Dia'
Marafona: “O momento é bom e de grande ambição”

Dia Mundial das leguminosas foi o mote para mais um '5 ao Dia'

Vukcevic: “Não sei quando, mas acredito que um dia ainda vou voltar”

Dia Mundial das leguminosas foi o mote para mais um '5 ao Dia'

Braga

2020-02-14 às 15h15

Redacção Redacção

Nesta semana foi assinalado o DIA MUNDIAL DAS LEGUMINOSAS, celebrado a 10 de fevereiro, tendo por objetivo primordial a promoção das leguminosas no contexto da segurança alimentar, da sustentabilidade do planeta e da economia das áreas rurais, assim como o incremento do seu consumo, de pelo menos, três vezes por semana, conforme recomendado pela Organização Mundial de saúde (OMS).

Realizou-se no Mercado Abastecedor da Região de Braga (MARB) a 26ª sessão, do ano letivo 2019/2020, do PROGRAMA 5 AO DIA, nesta que já é a sua 10.ª edição, a qual contou com a participação dos alunos do 4º ano do 1º ciclo do Ensino Básico da Escola EB Sé que foram acompanhados pelas professoras Lígia Costa e Maria Manuela Peixoto.
Nesta semana foi assinalado o DIA MUNDIAL DAS LEGUMINOSAS, celebrado a 10 de fevereiro, tendo por objetivo primordial a promoção das leguminosas no contexto da segurança alimentar, da sustentabilidade do planeta e da economia das áreas rurais, assim como o incremento do seu consumo, de pelo menos, três vezes por semana, conforme recomendado pela Organização Mundial de saúde (OMS).
Neste âmbito, esta sessão foi aproveitada pelas nutricionistas Joana Sampaio e Ana Rita Pereira para informar as crianças sobre os aspetos nutricionais das leguminosas e o seu benefício para a saúde. As leguminosas representam um grupo de alimentos que se pode dividir em duas categorias: os grãos (ex: feijão, grão-de-bico, lentilha, ervilha, fava e tremoço) e as oleaginosas (ex: soja e amendoim), sendo que fornecem um conjunto importante de nutrientes como proteínas, hidratos de carbono, fibras, vitaminas (sobretudo B) e minerais (ex: ferro e cálcio), para além de serem pobres em gordura, o que contribui para o combate da obesidade, para a diminuição do colesterol e para o controlo do açúcar no sangue, sendo por isso importantes no que se refere ao controlo da diabetes e de problemas cardíacos, conforme referido pela Organização da Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).
Acresce ainda o facto das leguminosas serem um alimento com elevada riqueza nutricional e económico, quando comparado com outras fontes proteicas, como a carne ou o pescado, para além do seu fácil acesso, armazenamento e versatilidade culinária, podendo ser utilizado nas refeições do dia-a-dia (na sopa, numa salada, num prato principal).
Durante a atividade “Sementeira de uma Leguminosa”, cada criança foi convidada a semear uma leguminosa à escolha, tendo a Engª Agrónoma Olívia Cerqueira aproveitado a oportunidade para informar as crianças sobre os aspetos botânicos, ciclo de vida, práticas culturais e condições edafoclimáticas necessárias ao desenvolvimento das leguminosas. As crianças foram ainda informadas que o cultivo das leguminosas é determinante para a preservação da biodiversidade e do meio ambiente, uma vez que, conforme destacado pela ONU, “as suas propriedades fixadoras de nitrogénio contribuem para aumentar a fertilidade do solo; precisam de muito pouca água, sendo resistentes a secas e geadas; e têm uma pegada de carbono menor do que a maioria das outras culturas”.
Com vista a um impacto ainda mais assertivo sobre esta temática, durante a sessão foram sendo exibidos cartazes alusivos a este assunto que continham informações e imagens relevantes sobre a importância das leguminosas no contexto da agricultura sustentável, nutricional, saúde e de desenvolvimento sustentável.
Recorde-se que o PROGRAMA 5 AO DIA é uma iniciativa da responsabilidade da Associação 5 AO DIA, sendo coordenada em conjunto com a Câmara Municipal de Braga e a MARB, com o objetivo de promover junto das crianças em idade escolar uma alimentação saudável através do consumo diário de, pelo menos, 5 porções de hortofrutícolas. Conta ainda com a colaboração da DSRN - Direção de Serviços da Região do Norte, a DRAPN – Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte, a ARSNorte – Administração Regional de Saúde do Norte, a Universidade do Minho e a Escola Superior Agrária de Ponte de Lima.
Na próxima quarta-feira, dia 19 de fevereiro, ocorrerá a 27ª sessão que contará com a participação dos alunos das escolas EB Maximinos e EB Naia.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho