Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Documentário no Mosteiro de Tibães retrata cerimonial religioso barroco
Câmara de Cerveira surpreende crianças com ida ao cinema

Documentário no Mosteiro de Tibães retrata cerimonial religioso barroco

‘Happy birthday’ ao Instituto Britânico de Braga

Braga

2018-08-19 às 08h00

Marta Amaral Caldeira

A directora do Mosteiro de Tibães indica que esta é , também, uma forma de “aproximação” do público em geral ao património religioso.

O Mosteiro de São Martinho de Tibães vai servir de cenário para a realização de um documentário religioso barroco. O filme vai começar a ser filmado muito brevemente e ficará depois disponível numa sala do mosteiro, na qual os visitantes terão possibilidade de assistir.
O projecto resulta de uma candidatura do Mosteiro de Tibães já aprovada e está, neste momento, em fase de conclusão a respectiva consultoria científica, garante a directora do espaço, Lurdes Rufino.

“Através deste documentário, o público visitante do Mosteiro de Tibães vai ter a possibilidade de perceber, de uma forma abssolutamente rigorosa, o que eram estas grandes cerimónias religiosas na época do Barroso, nos séc. XVII e XVIII”, sublinhou a responsável.

A directora do Mosteiro de Tibães indica que esta é , também, uma forma de “aproximação” do público em geral ao património religioso.

“A verdade é que muitos museus de arte sacra detêm espólios muito valiosos, mas são pouco perceptíveis para o público, em termos de conhecimento e proximidade”, indica.

“Estes espólios riquíssimos e nobres encontram-se, muitas vezes, expostos em vitrines - o que não se traduz em grande proximidade e, neste caso, nós, aqui no Mosteiro de Tibães, queremos precisamente ajudar de alguma forma a que essa proximidade exista, neste caso, através de um documentário em que as pessoas, seja de que religião forem, consigam perceber esta riqueza e valor patrimonial do cerimonial religioso barroco”, explicou a directora.
“O nosso grande objectivo é, de facto, restituir às peças utilizadas em todo este cerimonial religioso barroco o seu valor - e que é mais facilmente percebido no seu uso - algo que será retratado com a maior fidelidade possível neste documentário que ficará para a posteridade”, realçou.

Lurdes Rufino garante que a película será realizada “com todo o rigor científico”, contando para o efeito com um grupo de assessoria importante, desde um liturgista (D. Bernardino, abade geral dos beneditinos), a um latinista (José Carlos Miranda, docente da Universidade Católica), a um historiador de arte sacra.

Serão inclusivamente museus de arte sacra que irão também colaborar nesta ‘rodagem’ do filme no Mosteiro de Tibães, emprestando artigos diversos de paramentaria à época, bem como objectos utilizados nos rituais religiosos. Para o filme serão, ainda, produzidos o guarda-roupa necessário e outros artigos.

“Este documentário vai permitir-nos mostrar de forma simples e eficaz, como possibilita a linguagem cinematrográfica, como era a vida da Igreja, dando a perceber alguns aspectos da vida monástica, que muitos nem terão conhecimento”.

Alguns desses momentos serão filmados para este documentário passarão pelo trabalho realizado na horta, pelas orações que os monges faziam nos claustros e a até muitos trabalhos que cada um desenvolvia na área restrita da sua cela, mostrando ao público e visitantes pedaços da vida quotidiana monástica.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.