Correio do Minho

Braga,

- +
Domus da Escola da Sé tem interesse municipal
Biblioteca Municipal de Esposende promove Horas do Conto online para os mais novos

Domus da Escola da Sé tem interesse municipal

Abate de árvores na Unidade de Saúde Santo António

Domus da Escola da Sé tem interesse municipal

Braga

2021-01-23 às 06h00

Teresa M. Costa Teresa M. Costa

Pelouro do Património propõe a abertura de procedimento para classificar a Domus da Escola Velha da Sé como bem cultural de interesse municipal.

O executivo municipal de Braga é chamado a pronunciar-se, na sua reunião de segunda-feira, sobre a abertura do procedimento de classificação da Domus da Escola Velha da Sé como bem cultural de interesse municipal.
Em causa está o núcleo museológico constituido por uma habitação romana do século I a IV/V, parte da muralha defensiva do século XII e o torreão do século XIV.
As ruínas, entretanto musealizadas, localizam-se no edifício da Junta de Freguesia da Sé, na Rua D. Afonso Henriques, onde funcionam, também, um espaço de restauração e outras instituições como o Tribunal Arbitral de Braga, e onde funcionou, em tempos, a Escola Velha da Sé que dá nome ao conjunto.

Os vestígios arqueológicos foram descobertos aquando do projecto de remodelação do edifício, em 1992.
O pelouro da Regeneração Urbana e do Património propõe agora a sua classificação como bem cultural de interesse municipal.
Em caso de aprovação pelos órgãos municipais, primeiro em sede de executivo e depois pela Assembleia Municipal, segue-se a comunicação à Direcção Regional de Cultura do Norte para que esta se pronuncie.

Prorrogar prazos dos concursos para requalificação de duas escolas

A Câmara Municipal de Braga propõe-se prorrogar o prazo para entrega das propostas aos concursos públicos de requalificação das escolas básicas de sNogueira e de Figueiredo.
No caso da Escola Básica de Nogueira, a empreitada prevê a requalificação e a ampliação e o preço base do concurso cifra-se em 2,1 milhões de euros, sem IVA.
O prazo máximo de execução estipulado são 18 meses.
De acordo com o município a escola será encerrada no prazo de execução da empreitada e haverá outro concurso público para o fornecimento e montagem de contentores para acolher os alunos.
A empreitada de requalificação da Escola Básica de Figueiredo tem um preço base de 1,7 milhões de euros, sem IVA, e o prazo máximo para os trabalhos são 365 dias.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho