Correio do Minho

Braga, segunda-feira

É preciso abanar consciências pela paz
Rui Pedro Silva e Emília Pisoeiro vencem em Braga

É preciso abanar consciências pela paz

Consistência defensiva ditou empate entre Merelinense e Fafe

As Nossas Escolas

2018-05-19 às 06h00

Patrícia Sousa

Projecto Living Peace foi abraçado pelo JI de Esporões, que depressa contagiou todo o Agrupamento de Escolas Alberto Sampaio. Petição para colocar dado da paz no espaço público marcou a iniciativa Dar asas à paz, que decorreu ontem.

"Como as guerras começam nas mentes dos homens, é nas mentes dos homens que se devem construir as defesas da Paz".
Constituição da UNESCO

Ser amigo de todos, escutar e perdoar o outro ou pedir desculpa são apenas alguns dos gestos diários das pequenas Joana e Beatriz, que frequentam o jardim-de-infância de Esporões e que ontem participaram na iniciativa Dar asas à Paz, que juntou na Avenida Central 200 crianças do pré-escolar do Agrupamento de Escolas Alberto Sampaio (ESAS). É preciso abanar consciências pela paz. E experimentar a paz todos os dias tem efeitos impressionantes e maravilhosos, assegurou a coordenadora do projecto Living Peace no agrupamento, a educadora Teresa Graça, deixando o repto ao município de colocar o Dado da Paz num espaço público.
Este projecto é, nas palavras da coordenadora, contra corrente. E Teresa Graça explicou: não é fácil, temos sempre muitos obstáculos, mas são essas dificuldades que nos desafiam ir para a frente.

O projecto começou no jardim--de-infância já lá vão seis anos. Este projecto parte muito da vivência concreta da paz. Fala-se da paz, mas tem que se experimentar todos os dias. Não é fácil, mas tem efeitos impressionantes e maravilhosos, assegurou a educadora, sublinhando que o projecto foi-se alastrando a todo o agrupamento, porque é preciso abanar consciências e alertar para a necessidade de viver relacionados com e em paz.
E contrariando os discursos dominantes, que nada têm a ver com a paz nem com os valores, a vontade vem de ser amigo, de se ser o primeiro a escutar, de pedir desculpa, de fazer coisas simples, mas tão enormes para estas crianças vem directamente do coração.

A par das várias iniciativas desenvolvidas pelos mais novos e sempre com a interacção do público em geral (ver caixa ao lado), o destaque foi para a petição pública para a colocação de um dado gigante num espaço público da cidade. A ideia não é inédita. Já várias cidades estrangeiras têm o Dado da Paz e em Portugal, Matosinhos já aceitou o desafio e vai colocar em todas as escolas e no espaço público o Dado da Paz. Aqui lançamos o desafio à Câmara Municipal de Braga de também termos na nossa cidade o Dado da Paz com mensagens para todos, desafiou a coordenadora do projecto. E Teresa Graça foi peremptória: queremos mexer no coração de todos.

Quem não faltou à actividade foi a vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga. Lídia Dias, que conhece o projecto há cinco anos, durante uma visita à freguesia de Esporões logo no início do primeiro mandato. Este é o maior e feliz exemplo de termos uma excelente profissional que quer e procura que o trabalho da sala de actividades seja verdadeiramente essencial, que são os valores, elogiou a vereadora, aplaudindo Teresa Graça por ter abraçado este projecto internacional e que já conseguiu conquistar e envolver todo o agrupamento. Os valores transmitidos pela família são muito bem trabalhados pelas excelentes educadoras de infância que estão nos nossos jardins-de-infância, agradeceu.

O desafio foi lançado e a ideia, adiantou a vereadora, é que este movimento de energia positiva chegue a todos os agrupamentos de escolas do concelho.
Quanto à petição, Lídia Dias sublinhou a importância de se querer chamar a atenção de todos, deixando o compromisso de levar o assunto à reunião com os restantes vereadores do executivo. Temos de procurar o melhor local e um local que faça sentido e até o integrar numa outra dinâmica, assumiu.
Ontem participaram na actividades 200 crianças dos JI de Esporões, de Arcos, de Trandeiras, de Nogueira e do Monte (Nogueira), de Fraião e de Lomar.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.