Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Edição “menos concorrida” do programa ‘incluIR’ Férias de Natal junta seis dezenas de crianças
Artista colombiana estreia-se em Portugal com exposição na Casa dos Coimbras

Edição “menos concorrida” do programa ‘incluIR’ Férias de Natal junta seis dezenas de crianças

Kiko triunfa em Viana do Castelo

Edição “menos concorrida” do programa ‘incluIR’ Férias de Natal junta seis dezenas de crianças

Ensino

2023-12-28 às 06h00

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

Programa ‘incluIR’ - Férias de Natal está a decorrer na Escola EB 2,3 de Real, com 62 crianças inscritas. Vereadora Carla Sepúlveda visitou, ontem, as actividades e faz um balanço positivo, apesar de registar menos inscrições do que há um ano.

Citação

É uma resposta educativa e social nesta pausa lectiva natalícia e junta seis dezenas de crianças na EB 2,3 de Real. O programa ‘incluIR’ - desenvolvido pelo Município de Braga - tem como objectivo ocupar de forma lúdica e pedagógica os mais novos, sobretudo as crianças com necessidades específicas. Estão inscritas nesta edição 62 crianças e jovens, que usufruem de um plano de actividades desenvolvido a partir das áreas artística, desportiva e cultural pela CEA - Cooperativa de Ensino Artístico.
“Esta é a segunda edição de Natal, tivemos a primeira edição-piloto no ano passado e esta menos concorrida do que no ano passado, mas está a correr muito bem, dentro daquilo que nós esperávamos. A EB 2,3 de Real foi a escola eleita desta vez, como foi também nosso compromisso para não sobrecarregar nenhuma escola e os assistentes operacionais, faremos cada edição a rodar. Está a corresponder às nossas expectativas”, sublinhou a vereadora da Educação, Carla Sepúlveda, na visita ao programa, dando conta de que, na primeira semana, participaram 64 crianças e, nesta segunda, 62, com a particularidade de menos de metade serem crianças com necessidades específicas.
“São mais típicas que atípicas nas inscrições este ano, não sabemos qual o motivo, mas não são metade sequer das típicas”, revelou.
Programa é apoiado por 32 assistentes operacionais por dia, divididos por dois turnos, e entre as várias iniciativas destacam-se as “actividades desportivas, teatro, pintura, clube de leitura, entre outras”. “Actividades motoras que acabam por trabalhar algumas dificuldades que cada uma das crianças com necessidade específicas tem e temos sempre atenção a que as actividades correspondam àquilo que cada uma pode fazer, por forma a que não se sintam fora. Temos tentado ao máximo trazer actividades em que possam participar activamente, ou com ajuda de uma criança típica, promovendo a interacção que também desejamos neste programa incluIR”, rematou.
Já Zita Esteves, directora da escola, faz um balanço “muito positivo” do evento: “foi muito bom, é uma forma de dar visibilidade ao trabalho que nós temos durante o ano, porque também temos duas unidades de alunos com necessidades específicas e os nossos funcionários estão integrados neste trabalho”.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho