Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Educação: Academia das Ciências atribui prémios aos melhores alunos do secundário a História, Português e Matemática
Viana do Castelo: 24 anos a celebrar o cinema

Educação: Academia das Ciências atribui prémios aos melhores alunos do secundário a História, Português e Matemática

Comemorações do 25 de Abril em Vila Verde: da Assembleia Municipal Jovem à ‘Manif’

Ensino

2010-03-17 às 09h12

Lusa Lusa

A Academia das Ciências de Lisboa atribui hoje três prémios aos melhores alunos do ensino secundário nas disciplinas de História, Português e Matemática, recebendo cada vencedor cinco mil euros.

Citação

A Academia das Ciências de Lisboa atribui hoje três prémios aos melhores alunos do ensino secundário nas disciplinas de História, Português e Matemática, recebendo cada vencedor cinco mil euros.

Maria Teresa Marques das Neves, da Escola Secundária de Coruche, vai receber o Prémio Padre António Vieira (Português), Pedro Filipe da Ponte Espírito Santo, da Escola Salesiana de Manique, Alcabideche, é contemplado com o Prémio Alexandre Herculano (História) e a Lígia Rodrigues dos Santos, da Escola Secundária Latino Coelho, em Lamego, será atribuído o Prémio Pedro Nunes (Matemática).

Os três alunos, que concluíram o 12.º ano de escolaridade no ano passado, vão receber cinco mil euros cada um.

Concorreram ao prémio atribuído pela Academia das Ciências de Lisboa (ACL) alunos com uma média superior a 18 valores na disciplina respetiva e uma média geral das restantes disciplinas do ensino secundário não inferior a 17 valores.

Segundo a ACL, concorreram 22 alunos, oito dos quais para o prémio de Português, sete para o de História e outros sete para o de Matemática.

Com 18 anos, Pedro Filipe da Ponte Espírito Santo, vencedor do Prémio Alexandre Herculano, confessa-se um 'apaixonado pela História', disciplina que desde cedo lhe despertou interesse.

Pedro terminou o 12.º ano com 20 valores a História, nota idêntica nas restantes disciplinas, à exceção de Educação Física, que concluiu com 19. Apesar da paixão por História, optou por seguir Direito, tendo entrado no curso com a média de 19,8.

'Sou um apaixonado da História, mas a História pode servir mais como um instrumento de reflexão ativa e crítica do que para fins profissionais', disse à agência Lusa o estudante do 1.º ano de Direito na Universidade Nova de Lisboa.

Pedro, que concorreu ao prémio por sugestão da professora de História, manifestou-se 'surpreso' e 'honrado que uma tão nobre instituição' lhe atribua esta distinção a uma disciplina que sempre considerou como um 'instrumento de avaliação e compreensão do mundo contemporâneo'.

A entrega dos prémios, que vai decorrer no Salão Nobre da Academia das Ciências de Lisboa, vai contar com a presença da ministra da Educação, Isabel Alçada.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho