Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Embaixador da República do Uzbequistão visitou Ponte de Lima
Continental ITA aposta na diferença com Continclusiva

Embaixador da República do Uzbequistão visitou Ponte de Lima

Casa de Trabalho de Fontarcada melhora instalações para utentes

Embaixador da República do Uzbequistão visitou Ponte de Lima

Alto Minho

2021-06-24 às 06h00

Redacção Redacção

Sardor Rustambaev esteve em Ponte de Lima com o presidente da Câmara Municipal do concelho. Visita serviu para promover oportunidades de crescimento conjuntas.

O embaixador da República do Uzbequistão, Sardor Rustambaev, esteve de visita a Ponte de Lima, com o objectivo de desenvolver laços e relações comerciais, culturais e políticas com as principais empresas e instituições da região. Em conversa com o Executivo Municipal de Ponte de Lima, o embaixador focou-se na possibilidade de exploração de oportunidades de crescimento conjuntas.

Com nove séculos de história, a Vila mais antiga de Portugal, anterior à própria nacionalidade, impressionou a comitiva estrangeira, pelo grau de conservação dos recursos paisagísticos naturais, e patrimoniais, pelo turismo responsável, gastronomia, cultura e tradições. Nas palavras do Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, esta que “é seguramente uma das melhores terras para viver e investir”, apresenta um conjunto de dinâmicas, que conduzem a oportunidades transversais a uma multiplicidade de campos.

Com uma estratégia assente na sustentabilidade e valorização do património, Ponte de Lima concentra grande parte desta aposta no turismo. E com uma situação geográfica privilegiada, o Concelho tem grande proximidade com os grandes centros e infraestruturas.

Segundo o Presidente da Câmara, esta proximidade reflete-se no campo da educação, realçando-se os protocolos com um conjunto de faculdades. Ponto de grande importância, uma vez que este é o Concelho mais jovem do distrito que, como tal, possui mão de obra disponível qualificada, o que permite a existência de um conjunto de empresas de tecnologia de ponta.

Neste sentido, o autarca tratou de destacar a existência de uma “interface” com os empresários da região, revelando à Comitiva que este é um dos Concelhos do País que mais abdica dos impostos, do ponto de vista das receitas municipais, constituindo um polo de enorme atractividade empresarial. Nesta apresentação à Comitiva Uzbeque, o Edil Limiano tratou de destacar sobretudo a indústria automóvel, farmacêutica e o cluster de granito.

A nível de diferenciação, foram motivo de destaque as áreas dos espaços verdes e jardins, e a forte aposta no turismo e desporto náutico, com a menção de Fernando Pimenta, nome já conhecido da comitiva estrangeira. Em paralelo, o Presidente da Câmara sublinhou a aposta no golfe e no sector equestre, enquanto factores de atractividade, complementados pela indústria e turismo vínico, pela produção local e gastronomia, neste que é o berço do turismo de habitação. Nas palavras do Embaixador da Republica do Uzbequistão, “o nosso país é muito jovem. Quase 60% da população tem idades abaixo dos 30 anos. (…) Neste sentido, precisamos de proporcionar e potenciar a criação de emprego, alojamento e infraestruturas, o que por si é uma tarefa desafiante”.

Deste modo, Ponte de Lima figurou-se para a comitiva, não só como exemplo, mas como ponto pertinente para potenciar a troca comercial e a dinâmica empresarial entre ambos os países. A Comitiva Uzbeque mostrou-se impressionada com a beleza de Ponte de Lima, mas, acima de tudo, com a sua “capacidade de manter uma identidade”. Algo que surge como desafio no seu país, pois apensar da população em expansão rápida, é manifesto o objectivo de “fazer o mesmo que Ponte de Lima”, com a consciência de que a “modernidade é por vezes uma ameaça a esta identidade” que a Vila limiana tão bem soube preservar.

Este foi mote para que fosse colocada a possibilidade de “encontrar uma cidade de escala semelhante”, para “cooperar neste sentido”, através do estabelecimento de uma parceria que contemple o intercâmbio interempresarial, de pessoas, e de saberes. Considerando que “o povo português é muito semelhante ao nosso”, o embaixador Uzbeque, realçou a noção de que ambos os países são “desde há séculos, nações comerciais, nações cuja
expansão, ao longo da história, foi assente na exploração de novas oportunidades”.

Concluída a visita, ambas as partes mostraram disponibilidade para estabelecer protocolos e parcerias, quer do ponto de vista institucional, quer com as empresas do Concelho.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho