Correio do Minho

Braga,

- +
Embalagens de plástico ‘tornam-se’ donativos
Famalicense-HC Braga em duelo pela permanência hoje às 18 horas

Embalagens de plástico ‘tornam-se’ donativos

UMinho lança projeto Repositório de Arte Rupestre de Acesso Aberto

Embalagens de plástico ‘tornam-se’ donativos

Braga

2021-02-27 às 08h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Até 15 de Setembro as embalagens de bebidas em plástico colocadas nas máquinas de recolha automática instaladas em grandes superfícies vão reverter em donativos para instituições de apoio social. Três das contempladas são do Minho.

Três instituições minhotas foram eleitas pelos consumidores, através de votação online, para receber donativos do projecto ‘Quando do Velho se Faz Novo, Todos Ganham. Ganha o Planeta’. São elas a Delegação de Braga da Cruz Vermelha Portuguesa, a AMAR 21 - Associação de Apoio à Trissomia 21 e Outras Perturbações do Neurodesenvolvimento (Barcelos) e o CENSO - Centro Social, Cultural e Recreativo de Messegães (Monção).
O projecto-piloto ‘Quando do Velho se Faz Novo, todos ganham. Ganha o Planeta!’, financiado a 100% pelo Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e da Acção Climática, foi implementado em Março de 2020.
Em 11 meses, foram entregues mais de 12 milhões de embalagens de bebidas em plástico nas 23 máquinas de recolha automática instaladas em grandes superfícies comerciais, para serem recicladas e darem origem a novas garrafas.
Com uma média de 39.000 embalagens devolvidas por dia, das quais 66% tinham capacidade acima dos 0,5 litros, foram recolhidas cerca de 350 toneladas de plástico PET (Politereftalato de Etileno) para reciclagem.
Os prémios dados em talão para serem utilizados em compras atingiram os 500.000 euros, enquanto que o valor de donativos nas 23 máquinas foi de 10.00 euros.
“No momento em que estão atingidos os objectivos ambientais deste projecto-piloto, a vertente social ganha um novo protagonismo com o projecto a entrar numa fase exclusiva para donativos às 23 instituições seleccionadas, uma por cada máquina instalada de Norte a Sul do país”, refere o Ministério do Ambiente e Acção Climática, em nota à imprensa.
Assim, a partir de agora, as garrafas de plástico depositadas nas máquinas instaladas no Minho Center/Continente, E.Leclerc Barcelos e Continente de Monção, revertem exclusivamente em donativos a atribuir às três referidas instituições sociais, respectivamente.
Os donativos para a Cruz Vermelha de Braga destinam-se a apoiar o desenvolvimento de uma estratégia de comunicação e de materiais de suporte para promover acções que visam incentivar colaboradores e voluntários a adoptar comportamentos responsáveis e sustentáveis.
Já a AMAR 21 destina os seus donativos ao desenvolvimento de ateliers: cozinha, pastelaria, trabalho artístico com métodos de criação de caixas artesanais e pintura, lavandaria, costura e hotelaria, por forma a trabalhar a integração profissional de jovens com deficiência.
Finalmente, o CENSO vai canalizar os seus donativos para o poio à disponibilização domiciliária de baús itinerantes, compostos por material didáctico com propostas de actividades personalizadas, para minimizar riscos do isolamento de idosos através de rotinas de actividades cognitivas e de motricidade.
O Ministério realça que com esta vertente social, o projecto cumpre assim outra das suas dimensões: a responsabilidade social associada à consciência ambiental.
Com o plástico recolhido nas máquinas, instaladas em grandes superfícies comerciais, serão produzidos materiais reciclados de elevada qualidade para a incorporação em novas garrafas de bebidas, promovendo assim a sustentabilidade ambiental através de uma economia mais circular.
A mesma fonte destaca que este projecto-piloto permite a aquisição de experiência para a definição e operacionalização do futuro sistema de depósito de embalagens de bebidas em plástico, vidro, metais ferrosos e alumínio.
A gestão do projecto é de um consórcio composto pela Associação Águas Minerais e de Nascente de Portugal, Associação Portuguesa das Bebidas Refrescantes Não Alcoólicas (PROBEB) e Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho