Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Empresas mostram têxtil inovador na maior feira mundial
Comédia e teatro marcam programação de Março

Empresas mostram têxtil inovador na maior feira mundial

‘Mulheres de Braga’ procuram sede para combate sem tréguas à violência doméstica

Empresas mostram têxtil inovador na maior feira mundial

Economia

2020-01-27 às 20h42

Redacção Redacção

São sete as empresas e dois centros tecnológicos que representam a cidade têxtil de Portugal na maior feira mundial do sector dedicada ao desporto que está a decorrer na Alemanha.

As empresas têxteis de Vila Nova de Famalicão presentes na maior feira têxtil mundial dedicada ao desporto (ISPO) que está a decorrer em, Munique, na Alemanha, estão a dar cartas na sustentabilidade, apresentando os produtos e as matérias-primas têxteis do futuro e associando à inovação, tecnologia, design e moda os conceitos da economia circular.
A Cidade Têxtil de Portugal está representada neste certame, que decore até amanhã, por sete empresas e dois centros tecnológicos. CM Socks, Dune Bleue, Fradelsport, Lusosocks, Oldtrading, Olmac e Scoop, a que se juntam o CITEVE e o CeNTI, integram a comitiva portuguesa composta por 41 empresas.

A Câmara Municipal de Famalicão apoia a participação destas empresas através da atribuição de um ‘voucher de internacionalização’ a cada uma delas, resultado do protocolo celebrado com a ATP - Associação Têxtil e do Vestuário de Portugal como forma de impulsionar a sua competitividade e internacionalização.
“São empresas que representam o que de melhor se faz em Portugal na indústria têxtil e do vestuário de elevada tecnicidade para o segmento de desporto”, explica o vereador dos pelouros da Economia e Internacionalização, Augusto Lima, que está também de visita à ISPO, lembrando que os têxteis técnicos famalicenses representam já 156 milhões de euros de exportações.

Mas não é só a tecnologia e a inovação que dominam o certame. “As empresas famalicenses vieram à ISPO exibir também a sustentabilidade dos seus produtos, demonstrando assim uma preocupação cada vez maior com a responsabilidade social e ambiental. A sustentabilidade é a aposta de futuro e é muito positivo verificar que há cada vez mais empresas a abraçá-la”, refere Augusto Lima.

Deixa o teu comentário

Últimas Economia

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.