Correio do Minho

Braga,

- +
Ensino da contabilidade desafia professores e alunos
Investigador da UMinho lidera estudo sobre respostas à pandemia

Ensino da contabilidade desafia professores e alunos

Arcos de Valdevez convida a visitar “destino seguro e muito acolhedor”

Ensino da contabilidade desafia professores e alunos

Ensino

2019-12-06 às 06h00

Teresa M. Costa Teresa M. Costa

IPCA promove, até hoje, as III Jornadas de Contabilidade e Fiscalidade. No primeiro dia, professores e alunos juntaram-se para debater os desafios do ensino nesta área em que o IPCA é uma referência.

“Estabilidade e fiscalidade: do ensino à profissão” é o mote para as III Jornadas de Contabilidade e Fiscalidade que ontem arrancaram no Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), em Barcelos.
O IPCA é o único politécnico que tem um centro de investigação em contabilidade e fiscalidade e a presidente, Maria José Fernandes, considera que a instituição “tem condições de excelência para formar diplomados de excelência”.
Na sessão de abertura das jornadas, e falando para uma plateia composta sobretudo por alunos, Maria José Fernandes realçou que “é importante debater os desafios que se colocam a professores, alunos e profissionais”, referindo-se a “desafios repartidos”.

Os professores são desafiados, diariamente, a perceber como ensinar, mas, por outro lado, a matéria-prima também é diferente, afirmou a presidente do IPCA, aludindo aos alunos.
“Queremos formar bons, os melhores, mas precisamos de uma atitude activa, empreendedora e dinâmica dos alunos” apelou Maria José Fernandes.
A presidente do IPCA defende que há, também, “uma necessidade permanente de fazer a ligação entre o ensino e a profissão” apontando o digital como um dos grandes desafios desta geração.
No caso do IPCA, sempre houve a preocupação de juntar a teoria e a prática.

Um dos intervenientes no painel sobre “o ensino da contabilidade e fiscalidade”, João Rodrigues, elogiou o momento adequado para se falar deste tema e apontou que “há e sempre houve um desfasamento entre o que se ensina e o que as organizações esperam de um contabilista”. João Rodrigues sugere a introdução de unidades curriculares ligadas à tecnologia e o reforço da componente prática.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho