Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Ensino Superior: Universidade do Minho abre 34 cursos pós laborais
GNR recupera máquina de fusão de fibra ótica furtada

Ensino Superior: Universidade do Minho abre 34 cursos pós laborais

“O Espírito da Casa Grande” apresentado em Esposende

Braga

2010-03-15 às 17h13

Lusa Lusa

A Universidade do Minho vai abrir, em outubro, 34 cursos em regime pós laboral, 17 de licenciatura com mestrado integrado (cinco dos quais totalmente novos), 15 de mestrado e dois de formação especializada, anunciou hoje fonte universitária.

A Universidade do Minho vai abrir, em outubro, 34 cursos em regime pós laboral, 17 de licenciatura com mestrado integrado (cinco dos quais totalmente novos), 15 de mestrado e dois de formação especializada, anunciou hoje fonte universitária.

O vice-reitor Rui Vieira de Castro adiantou à agência Lusa que a abertura dos cursos resulta do Contrato de Confiança estabelecido entre o Ministério do Ensino Superior e as universidades portuguesas e do Programa de Desenvolvimento Específico assinado recentemente pelo reitor António Cunha e pelo ministro Mariano Gago.

'Estes cursos vão servir outro tipo de estudantes que, por estarem no mercado de trabalho, não tinham possibilidades de prosseguir os estudos que desejariam ou até de reconverterem os seus percursos profissionais', salientou.

O responsável referiu que vão funcionar em horário pós laboral, entre as 17:00 e as 22:00, de segunda a sexta feira e também ao sábado.

De acordo com Rui Vieira de Castro, a oferta agora disponibilizada 'reforça a condição da Universidade do Minho como instituição de ensino abrangente, uma vez que há cursos em variadas áreas'.

Sublinhou que se estima que os novos cursos, a que podem aceder a estes cursos todos os interessados, independentemente de já terem ou não frequentado o ensino superior, possam diplomar nos próximos quatro anos 'até cinco mil pessoas', em especial estudantes com mais de 23 anos.

Com a iniciativa, a Universidade do Minho quer contribuir para 'o desígnio nacional de aumentar a qualificação dos portugueses'.

Rui Vieira de Castro garantiu ainda que não haverá diferenças quando um curso é lecionado em regime diurno e outro em pós laboral.

'A nossa intenção é que não se faça a separação entre cursos de primeira e de segunda', disse, frisando que, para um mesmo curso, o 'conteúdo programático será o mesmo', caso já exista a versão diurna.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.