Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Envelhecimento é um problema mundial
APPACDM à espera de verbas europeias para realizar obras de requalificação

Envelhecimento é um problema mundial

MARB deu dicas para um Natal saudável

Cávado

2018-09-06 às 16h00

Lurdes Marques

Presidente da União de Misericórdias Portuguesas, que participou na sessão comemorativa do 101.º aniversário do Hospital António Lopes chamou a atenção para necessidade de criar uma política de envelhecimento assente no apoio domiciliário.

Para Manuel Lemos, presidente da União das Misericórdias Portuguesas, o envelhecimento é um problema mundial. Esta afirmação foi proferida, ontem, no decurso da sessão solene comemorativa do 101.º aniversário do Hospital António Lopes. O responsável das Misericórdias alertou para o facto de não podermos transformar Portugal num imenso lar. Manuel Lemos salientou o facto das questões sociais evoluírem todos os dias. “Não podemos olhar para as questões sociais e para as políticas sociais como se olhavam há 40 anos”, alertou aquele responsável. Um dos caminhos a seguir, tal como afirmou Manuel Lemos, é mudar o apoio domiciliário para que as pessoas se sintam seguras em casa. O primeiro passo é elaborar uma política conjunta de envelhecimento, aliando segurança social e saúde, em que o ‘pivot’ passa a ser a casa das pessoas. De entre otros exemplos, e dando nota da sua experiência, referiu que, em 1990, “as despesas com os crónicos rondavam os 10%, sendo que hoje ultrapassam os 50%.
Na abertura da sessão solene, Humberto Carneiro, Provedor da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso, e terminadas as obras de remodelação e ampliação do Hospital António Lopes, que completou no dia de ontem 101 anos, destacou a modernização operada, em instalações e equipamentos, com o aumento da capacidade instalada, ao nível de internamento médico-cirúrgico e bloco operatório, que abre neste mês a segunda sala de cirurgia, dando resposta às solicitações exteriores. A modernização estende-se aos meios complementares de diagnóstico e terapêutica, no âmbito da imagiologia e na medicina física e reabilitação. Humberto Carneiro traçou um balanço positivo a actividade do Hospital, seja no número de consulta de especialidade médico-cirúrgica, seja nas consultas abertas quer ali funcionam desde 2016 e nas cirurgias.
Quanto a números, e referindo--se ao período de 4 a 22 de Agosto, Humberto Carneiro revelou foram emitidos cerca de 20 mil notas de transferência e vales de cirurgia para todos os hospitais da misericórdia, com acordo para responder às listas de espera em cirurgia. Ao Hospital António Lopes chegaram 2001 vales de cirurgia e notas de transferência, em apenas 14 dias. A cativação de vales não se limita à ARS Norte, tendo aqui chegado vales do Algarve e Alentejo, pelo que a instituição está a adequar a sua estrutura para “responder de uma forma positiva e permanente da procura”.
Avelino Silva, presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, mesário da Misericórdia povoense durante longos anos, referiu que o trabalho desenvolvido é muito importante e um contributo fundamental para o desenvolvimento do concelho. “O legado que receberam do fundador António Lopes tem sido valorizado e respeitado. A comunidade, que eu também represento, reconhece e agradece o esforço que fazem para gerir todas as valências, prestando um serviço de inegável qualidade”, destacou o autarca. De entre outras notas, Avelino Silva referiu que estão a ultimar um projecto para fazer chegar aos mais necessitados e aos idosos os medicamentos essenciais.
A sessão solene da Misericórdia encerrou com a distinção de 34 colaboradores, com 10, 20, 25 e 30 anos ao serviço da instituição. De entre outros momentos, a manhã festiva de aniversário do Hospital e dos Bombei- ros, integrou o hastear de bandeiras, a romagem ao cemitério, a missa solene e a deposição de flores em preito do monumento dos fundadores, António Lopes e Elvira Câmara Lopes.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.