Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Está de volta o eterno dérbi minhoto com desfile de estrelas no castelo
Na corrida a Capital Europeia da Cultura 2027

Está de volta o eterno dérbi minhoto com desfile de estrelas no castelo

Outubro com menos meio milhar de desempregados

Está de volta o eterno dérbi minhoto com desfile de estrelas no castelo

Desporto

2020-10-24 às 08h30

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Conquistadores e Guerreiros partem amanhã para o 142.º duelo da história. Balança pende ligeiramente para o SC Braga, que tem mandado a seu bel-prazer em Guimarães nos últimos anos. Muitos duelos individuais em perspectiva, mas é nos bancos que estará uma das chaves para o triunfo. Henriques ou Carvalhal, qual deles moverá de forma assertiva as peças do xadrez?

Na antecâmara do apaixonante dérbi minhoto, fazemos a resenha histórica daquilo que os maiores clubes da região têm feito ao longo dos últimos anos, neste que será o 142.º duelo entre conquistadores e guerreiros.
À entrada para a 5.ª jornada da I Liga, as duas equipas estão separadas por apenas um ponto, com vantagem para os homens de Guimarães, que ocupam a quinta posição com sete pontos somados, ao passo que os de Braga estão logo abaixo, na sexta posição, com seis pontos.
Nos 141 duelos anteriores, os guerreiros do Minho apresentam um ligeiro ascendente, com 57 triunfos contra 55 dos vimaranenses e, concretamente para a I Liga, a divisão de triunfos é salomónica: 48 vitórias para cada equipa e ainda 26 empates, num total de 122 partidas disputadas.
No placo do jogo de amanhã (20 horas), o Estádio D. Afonso Henriques, a vantagem é clara para os homens de Guimarães, que arrecadaram 41 triunfos em 71 jogos. Os arsenalistas conseguiram o assalto ao castelo em 14 ocasiões, e é sobretudo nos últimos anos que a armada arsenalista tem obtido os melhores resultados. Os guerreiros somaram quatro vitórias nas últimas cinco deslocações a Guimarães, a última das quais na temporada passada, quando o SC Braga venceu por 2-0 no reduto dos vimaranenses.
Aliás, a jogar no seu estádio, o último triunfo dos conquistadores sobre o SC Braga remonta já à época 2014/15, com uma vitória por 1-0. Entretanto, nos últimos dez jogos entre ambas as equipas, o Vitória SC só conseguiu um triunfo, em 2016/17, em Braga, por 1-2.
No histórico dos dérbis anteriores, Toni e Chico Gordo, ambos antigos avançados do SC Braga, são os grandes goleadores deste apaixonante desafio, cada um com sete bolas colocadas no fundo das redes adversárias.
São muitas e boas razões para ficar colado à televisão ou com o ouvido atento ao relato, porque, apesar de privado do fenomenal ambiente e envolvência que os adeptos oferecem, o Vitória SC-SC Braga tem tudo para ser mais um belo espectáculo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho