Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Estratégia Nacional para o Mar 2030 é “oportunidade” para mudar de paradigma
Ricardo Rio critica Estado Central pela falta de apoio na resposta à pandemia

Estratégia Nacional para o Mar 2030 é “oportunidade” para mudar de paradigma

Póvoa de Lanhoso é o Município do Minho que paga mais rápido a fornecedores

Estratégia Nacional para o Mar 2030 é “oportunidade” para mudar de paradigma

Alto Minho

2020-10-28 às 06h30

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Ministro do Mar apresentou ontem em Viana do Castelo a proposta Estratégia Nacional para o Mar 2021-2030. Ricardo Serrão Santos apelidou o presidente da autarquia de “optimista dos oceanos”, felicitando o dinamismo que o município tem nesta área.

A complexidade dos tempos actuais “exige formação científica viável para apoiar e negociar decisões políticas informadas”. Por isso, a Estratégia Nacional para o Mar é “uma oportunidade e uma obrigação para fazer a mudança de paradigma, redefinindo os modelos de desenvolvimento económico e os comportamentos e estilos de vida”, de- safiou o ministro do Mar, que ontem apresentou em Viana do Castelo, a proposta da estratégia que está em discussão pública. Neste caminho, em que o presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo é “um optimista dos oceanos”, Ricardo Serrão Santos aplaudiu “o dinamismo que o município tem na área da economia do mar”.
O oceano, assumiu o ministro do Mar, ganha “finalmente reconhecimento e valor acrescentado na agenda internacional”, sendo que a proposta ontem apresentada está “ancorada em documentos internacionais”.
A visão desta estratégia assenta três pilares. “Queremos fomentar a economia azul sustentada e fazê-lo no quadro de um oceano saudável, mantê-la sustentável no melhor conhecimento científico disponível e com isso pretendemos afirmar Portugal como líder na governação de oceanos pelo exemplo”, assegurou o governante.
O desenvolvimento da economia de mar e a criação de emprego são “prioridades evidentes” numa década que se inicia com uma “profunda crise económica”. “Contrariando algumas perspectivas pessimistas de alguns mitos urbano, a dimensão da economia do mar é relevante”, assumiu Ricardo Serrão Santos. Estando em Viana do Castelo, um “activo Cluster do mar”, o ministro referiu também a aposta que esta Estratégia Nacional para o Mar “faz na formação de quadros superiores e na formação profissional especializadas para áreas-chave como construção naval, as pescas e aquicultura, no processamento de pescado, na biotecnologia, nas energias renováveis oceânicas, que terão crescentemente um papel relevante no cumprimento dos objectivos nacionais do Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050, áreas que têm sinergias importantes com outros sectores como a construção naval, a robótica ou a aquacultura offshore e as plataformas multiusos”.
O presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, começou por definir esta Estratégia Nacional para o Mar como “muito importante”, elencando de seguida os vários projectos que o município está a desenvolver com alguns parceiros.
José Maria Costa deixou a certeza: “podem contar com Viana do Castelo para construir uma estratégia que sirva os temas de mar, garantindo sustentabilidade e deixando um melhor legado para o futuro”.
José Maria Costa aproveitou, entretanto, para apresentar algumas sugestões a acrescentar à proposta. Para além da literacia do mar dever começar logo no pré-escolar e não no 1.º ciclo, o presidente da autarquia defendeu ainda a aposta clara dos centros de pesca, a articulação entre autarquias locais e centros de conhecimento, permitindo aumentar o valor acrescentado e transferindo inovação para valorizar o território, e a criação de um centro de combate à poluição.
O ministro do Mar visitou ainda o navio-hospital Gil Eannes, na doca comercial do porto de Viana do Castelo, a convite do presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho