Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Estudantes europeus à descoberta do património cultural de Braga
Empresas foram distinguidas nos prémios Empreendedor XXI

Estudantes europeus à descoberta do património cultural de Braga

Famalicão apresenta-se no Portugal Smart Cities Summit

As Nossas Escolas

2019-03-12 às 09h15

Redacção

Agrupamento Sá de Miranda recebeu a primeira mobilidade de alunos do projecto Erasmus+ ‘Una Europa, muchas historias’ que envolve parceiros da Alemahna, França, Polónia e Suécia.

A Escola Sá de Miranda foi a escola anfitriã da primeira mobilidade do projecto Erasmus+ ‘Una Europa, muchas historias’, e que tem como parceiros a Alemanha, França, Polónia e Suécia. Este projecto, com a duração de dois anos (2018-2020), visa dar a conhecer a herança cultural europeia através da partilha do património (i)material de todos os países envolvidos e promover o ensino e aprendizagem da língua espanhola.
Um dos objectivos principais deste projecto é o desenvolvimento de um pensamento crítico sobre o passado, presente e futuro da Europa, através do estudo do património cultural, nas suas formas tangíveis e intangíveis.

No decorrer da mobilidade, durante as manhãs, os 28 alunos das escolas parceiras, assim como os oito professores que os acompanharam, puderam assistir a várias aulas de diferentes disciplinas, permitindo-lhes contactar com um sistema educativo diferente e perceber como é estudar noutro país. Tiveram a oportunidade de realizar trabalho colaborativo no workshop de escrita criativa dinamizado pela professora Cristina Curiel, auxiliar de conversação em espanhol, e participar na palestra ‘El imaginario como patrimonio vivo: lo que pensamos de nosotros/de los otros a partir del caso español’, dinamizada por Carlos Pazos-Justo, do Departamento de Estudos Românicos da Universidade do Minho.

As tardes foram reservadas para várias actividades culturais que incluíram visitas a vários locais emblemáticos da cidade (Sameiro, Bom Jesus e Sé Catedral), uma caça ao tesouro por alguns monumentos romanos da cidade (Fonte do Ídolo, Domus da Sé Velha, Domus das Carvalheiras e Termas da Cividade) e um workshop de azulejo barroco no Convento do Pópulo. De salientar que todas as visitas foram acompanhadas por guias turísticos fluentes na língua espanhola.

O grupo internacional foi ainda recebido, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Braga, onde a vereadora da Educação e Cultura, Lídia Dias, realçou o papel da cidade na promoção da cultura, relembrando que a cidade de Braga foi eleita o segundo melhor destino europeu em 2019. A semana de trabalhos culminou numa mostra de jogos tradicionais, em que cada escola parceira apresentou um jogo popular do seu país.
Foi uma tarde de emoções fortes para professores e alunos que, entusiasticamente se envolveram nos jogos apresentados.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.