Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Estudar química é “um caminho de futuro”
Paredes de Coura: Investimento de um milhão de euros na reabilitação de Escola Básica do 1.º ciclo

Estudar química é “um caminho de futuro”

Plantada faia: um símbolo de aprendizagem

Estudar química é “um caminho de futuro”

Braga

2021-12-05 às 06h00

Juliana Martins Juliana Martins

Nos últimos anos, verifica-se uma cadência de interesse pela química, fruto da percepção pública negativa da área. No entanto, Dulce Geraldo garante que “a química existe para resolver problemas”, sendo uma área fundamental e “muito versátil”.

Citação

Nos últimos tempos, tem-se assistido a um decréscimo no número de alunos que ingressam na área do ensino. As projecções apontam para uma eventual carência de professores nos vários níveis de ensino, sendo a zona Norte aquela que se espera uma maior escassez de professores.
Relativamente à área científica da química, as perspectivas de futuro são pouco favoráveis. Assiste-se, actualmente, a uma cadência de interesse por esta área científica, tanto a nível nacional como internacional. No norte do país, este é um fenómeno muito saliente, reflectindo-se por exemplo nos apenas sete alunos que frequentam actualmente a Licenciatura de Química da Universidade do Minho.
Dulce Geraldo, professora auxiliar do departamento de Química da Escola de Ciências da Universidade do Minho e ex-aluna do curso de físico - química, afirma que de facto tem se verificado um decréscimo de interesse nesta área, fruto de uma "percepção pública bastante negativa". A área da química é muitas vezes relacionada aos mais diversos problemas da sociedade, como a poluição e as mudanças climáticas. "A química é muitas vezes associada como a responsável por todo o mal", refere a Dulce Geraldo. No entanto, a professora da UMinho reitera que esta é "uma imagem muito errada da realidade". Para Dulce Geraldo, esta área científica tem potencial para "contrariar e resolver estes problemas sociais".
Para além desta percepção pública negativa, outro dos factores apontados para a falta de alunos nos cursos de Química é a associação desta área apenas à saída de ensino ou investigação. Porém, a professora da Universidade do Minho garante que esta é uma área de "grande versatilidade", existindo inúmeras saídas profissionais após a realização do curso. "Um licenciado em Química tem uma diversidade grande de saídas profissionais desde uma carreira na indústria química desenvolvendo novos produtos (…), passando por biotecnologia, gestão de resíduos perigosos, conservação de arte, ciência forense e investigação criminal, ambiente, oceanografia, empresas de prestação de serviços, de consultoria e de auditoria", refere a docente.
Analisando este cenário, a tendência de decréscimo do interesse em química vai trazer consequências futuras nas várias áreas da sociedade. Para a professora da UMinho, esta área "desempenha um papel fundamental na vida de todos, satisfazendo as necessidades de alimentação, vestuário, saúde, energia, ambiente, águas e solos limpos", acrescentando que os avanços realizados nos últimos anos pelos químicos, têm melhorado substancialmente "a qualidade de vida de diversas formas, criando novas soluções para problemas de saúde, desenvolvendo novos materiais e energias mais limpas". Para além de todas estas potencialidades, a professora refere que o ensino e a investigação, embora não sejam o único caminho, desempenham também um papel importante na área da química. "Após a conclusão da licenciatura, o ingresso no Mestrado em Ensino de Física e de Química confere habilitação profissional para a docência", explica.
As saídas são muitas, porém os candidatos aos cursos de química não reflectem esta realidade. Para Dulce Geraldo é essencial cativar os alunos para esta área e mostrar-lhe que a química é “um caminho de futuro". Com este propósito, a docente referiu que o departamento de Química da UMinho tem trabalhado no sentido de salientar a importância da área. Um dos projectos realizados nesta lógica é 'A química que nos liga', um espaço on-line, que contém vários depoimentos de ex-alunos da Licenciatura de Química da UMinho, onde revelam os seus percursos profissionais e expressam o motivo pelo qual vale a pena apostar no estudo da química.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho