Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Estudo: 64,8 por cento dos estudantes da UM têm má qualidade de sono
Viana do Castelo: 24 anos a celebrar o cinema

Estudo: 64,8 por cento dos estudantes da UM têm má qualidade de sono

Câmara Municipal de Viana do Castelo avança com projeto para conservação dos habitats e da avifauna

Ensino

2010-03-16 às 16h03

Lusa Lusa

Uma investigadora da Universidade do Minho concluiu que 64,8 por cento dos estudantes minhotos apresentam má qualidade do sono, e 38 por cento avaliam a sua qualidade de sono como má ou muito má, disse hoje fonte universitária.

Citação

Uma investigadora da Universidade do Minho concluiu que 64,8 por cento dos estudantes minhotos apresentam má qualidade do sono, e 38 por cento avaliam a sua qualidade de sono como má ou muito má, disse hoje fonte universitária.

A fonte adiantou que o trabalho de Elisa Lopes, finalista de Medicina, e que foi orientado por Ângela Maia, coordenadora do Grupo de Promoção da Saúde (GPS), verificou que 'a qualidade do sono está associada ao consumo de tabaco e de bebidas com cafeína, bem como ao grau de satisfação com as classificações académicas e à adaptação às exigências do curso'.

'A baixa satisfação com a rede de apoio social e a baixa satisfação com a vida” podem provocar má qualidade do sono, refere, frisando que dez por cento dos inquiridos referem já ter recorrido a ajuda especializada.

O GPS, que está vinculado ao Serviço de Psicologia da Escola de Psicologia, está a promover uma Semana do Sono que envolve várias actividades para assinalar o Dia Mundial do Sono na Universidade do Minho.

O estudo analisou a qualidade do sono na população estudantil da UMinho e explorou a sua relação com variáveis como os estilos de vida, a satisfação com a vida e o rendimento académico.

As respostas foram recolhidas através de um questionário online, sendo a amostra constituída por 754 participantes, de ambos os sexos e diversos cursos.

Durante a 'Semana' estão a ser realizadas campanhas de sensibilização presenciais ou através de cartazes e de correio eletrónico.

Na quarta feira decorre um seminário intitulado SonolentUM, no qual se procurará 'ajudar os participantes a encontrarem estratégias para ultrapassar as dificuldades de sono.

Na ocasião, os participantes serão convidados a contactar com dois tipos de intervenção: a comportamental/psicológica e a farmacológica.

O Grupo de Promoção da Saúde espera, assim, 'contribuir para minimizar um problema tão comum e perturbador nos estudantes universitários'.

LM.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho