Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Exames nacionais: Mais de 250 mil alunos fazem mais de 584 provas
Obras nas escolas custaram 500 mil euros

Exames nacionais: Mais de 250 mil alunos fazem mais de 584 provas

Manuel Fernandes quer ‘Unir para Consolidar’ Centro de Santo Adrião

Ensino

2010-06-10 às 12h46

Lusa Lusa

Mais de 250 mil alunos estão inscritos para os exames nacionais que começam na quarta feira, segundo dados do Ministério da Educação, que apontam para a realização de mais de 548 mil provas até ao final do mês.

Mais de 250 mil alunos estão inscritos para os exames nacionais que começam na quarta feira, segundo dados do Ministério da Educação, que apontam para a realização de mais de 548 mil provas até ao final do mês.

Depois de três anos consecutivos com cada vez menos alunos do secundário a irem a exame, a tendência inverteu-se agora com um aumento de cinco mil estudantes inscritos para as provas nacionais: entre 16 e 23 de junho, 161 654 alunos de todo o país deverão realizar em média duas provas.

Segundo o Ministério da Educação, nas próximas duas semanas vão realizar-se 356 127 exames do ensino secundário e 192 092 do básico, para os quais estão inscritos 96 042 estudantes.

Logo às 09:00 de quarta feira, 57 mil alunos vão mostrar os seus conhecimentos de Biologia e Geologia, enquanto outros dez mil respondem ao enunciado de Matemática Aplicada às Ciências Sociais. Da parte da tarde é a vez de mais de 75 mil provarem os seus conhecimentos de Português.

A grande afluência a exames volta a repetir-se na segunda feira, 21 de junho, altura em que 47 842 estudantes deverão realizar a prova de Matemática A. Às 09:00 do dia seguinte, cerca de 59 mil alunos deverão ser confrontados com as folhas de exame de Física e Química.

Já entre as provas com menos alunos inscritos surge a de Português Língua não Materna, com 23 alunos e Português com 40. O Alemão (continuação) tem apenas 56 inscritos e o Espanhol (continuação) 117.

A maioria dos alunos que vai a exame continua a ser do sexo feminino: no secundário representam 56 por cento e no básico 51 por cento. Quanto às idades, os mais avançados rondam os 17,9 anos e a média dos do básico é de 14 anos.

A grande maioria dos 96 mil alunos do básico que vão a exame são do ensino regular, sendo que apenas 256 alunos foram auto-propostos. No entanto, o Ministério salienta que “o número total de alunos do 8.º ano que vai realizar as provas de exame do 3.º ciclo só será conhecido após as reuniões de avaliação do 3.º período e realização das provas na 2.ª chamada”.

Segundo o calendário dos exames nacionais do básico, a 2.ª chamada começa a 23 de junho, com a prova de Língua Portuguesa. Dois dias depois, os alunos são chamados a Matemática e a 14 de julho termina a época de exames com Português Língua não Materna.

A primeira fase dos exames nacionais do secundário decorre de 16 a 23 de junho e a segunda fase de 14 a 19 de julho.

As pautas da primeira fase dos exames e das provas de equivalência à frequência do ensino secundário são afixadas a 8 de julho, sendo as da segunda fase divulgadas a 30 de julho.

Os resultados dos processos de reapreciação das provas e dos exames são afixados, para a primeira fase, a 12 de agosto e, para a segunda, a 30 de agosto.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do Novo Acordo Ortográfico ***

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho