Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Fafe assume compromisso para reabilitar as margens do rio Vizela
Municípios minhotos dão palco à música luso-galaica

Fafe assume compromisso para reabilitar as margens do rio Vizela

Viana do Castelo: Contas de 2020 da Câmara Municipal com resultado líquido positivo de 2,8 milhões de euros

Fafe assume compromisso para reabilitar as margens do rio Vizela

Vale do Ave

2021-05-05 às 19h10

Redacção Redacção

Município fafense assinou protocolo a Agência Portuguesa do Ambiente para investimento na rede hidrográfica. Protocolo prevê intervenções para reabilitar as margens do rio Vizela.

A Câmara Municipal de Fafe assinou um protocolo de colaboração com a Agência Portuguesa do Ambiente.

A assinatura aconteceu na sessão da apresentação pública dos projectos de reabilitação e valorização fluvial no âmbito da Assistência da Recuperação para a Coesão e os Territórios da Europa, em Coimbra, com a presença do ministro do ambiente e do Primeiro Ministro, António Costa.

O protocolo prevê intervenções para reabilitar as margens do rio Vizela, desde a nascente à sua foz, que consistem na consolidação e renaturalização de margens do rio, no corte e limpeza de vegetação e trilhos ecológicos.

A reabilitação das margens dos rios Ave e Vizela, desde a nascente à foz, abrange os concelhos de Felgueiras, Fafe, Vizela, Guimarães, Vila Nova de Famalicão, Santo Tirso e Trofa, e tem um investimento previsto de 9 milhões de euros.

O presidente da Câmara de Fafe, Raul Cunha, sublinhou “o investimento a nível nacional que Fafe vai agora aproveitar e executar da melhor maneira, permitindo realizar, para além do projecto há muito ambicionado de criação do corredor verde da cidade, também a recuperação das margens do rio Vizela e seus afluentes, desde a nascente à foz. Este é um reforço e uma mais valia que se soma ao trabalho que a Câmara tem dedicado à preservação do ambiente e à conservação da natureza”.

Raul Cunha recordou “o galardão atribuído à albufeira da Queimadela ao receber a bandeira azul, que prova a preponderância e o sucesso das políticas ambientais do município”.

A reabilitação da rede hidrográfica envolve 55 municípios, contempla a intervenção em 150 quilómetros de linhas de água e tem um investimento total de 50 milhões de euros.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho