Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Fafe: Cruz Vermelha obrigada a procurar novo espaço
Aluno da UMinho vence concurso internacional de marimba

Fafe: Cruz Vermelha obrigada a procurar novo espaço

AAUM quer saber quantas camas dará o governo à UMinho

Fafe: Cruz Vermelha obrigada a procurar novo espaço

Vale do Ave

2010-04-09 às 06h00

Vera Batista Martins Vera Batista Martins

A maior dificuldade com que se depara a delegação de Fafe da Cruz Vermelha é a limitação de espaço. Utilizando actualmente oito locais distintos para desenvolver as suas actividades, a instituição está “na iminência de arranjar mais um espaço”, avançou Capitão Fernandes.

A delegação de Fafe da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) continua a sonhar com a nova sede. As negociações continuam mas a aquisição do imóvel ainda não foi acordada entre as partes.
“Estamos em negociações com os donos de uma fábrica nos arredores da cidade”, disse ao ‘Correio do Minho’ o presidente da delegação de Fafe, Capitão Fernandes.

De acordo com o responsável, “o presidente da câmara de Fafe já reuniu com os sócios da fábrica” mas ainda não há nada em definitivo. “O local está identificado” mas a Cruz Vermelha continua à espera de poder ver concretizado o desejo de mudar de instalações.

A maior dificuldade com que se depara a delegação da Cruz Vermelha é a limitação de espaço. “Tudo aquilo que fazemos não cabe no espaço que temos”, lamenta o presidente da instituição, referindo que, neste momento, a CVP utiliza oito locais distintos para desenvolver as suas actividades, estando “na iminência de arranjar mais um espaço”.
Este novo local, que irá ser cedido por um sócio da CVP na freguesia de Medelo, terá como objectivo colmatar as necessidades da delegação fafense ao nível dos novos projectos de formação.

Formação é aposta

A formação de reinserção dirigida aos beneficiários do Rendimento Social de Inserção e do Programa Alimentar tem como objectivo envolver os jovens.
Outra das apostas é a área da toxicodependência, onde se desenvolverão, em simultâneo, dois novos projectos ao nível da reinserção e da prevenção.

Em paralelo, a Cruz Vermelha Portuguesa de Fafe encontra-se a promover uma acção de formação que possibilita a aqui-sição de competências de carácter pessoal.
De salientar que esta formação não dá equivalência escolar.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho