Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Famalicão atribui apoio extraordinário de 318 mil euros às IPSS do concelho
Braga dá “mais um passo” na afirmação da vitalidade cultural

Famalicão atribui apoio extraordinário de 318 mil euros às IPSS do concelho

Montalegre faz três anos de terra Património Agrícola Mundial

Famalicão atribui apoio extraordinário de 318 mil euros às IPSS do concelho

Vale do Ave

2021-03-05 às 16h16

Redacção Redacção

Apoios diretos destinam-se à comparticipação de despesas com equipamentos de proteção individual

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão aprovou ontem a atribuição de um apoio financeiro extraordinário, no valor total de 318 mil euros, para ajudar as Instituições Particulares de Solidariedade Social do concelho a fazer face às despesas associadas ao combate e à prevenção da Covid-19.

Aprovado esta quinta-feira na reunião do executivo municipal, este apoio vai chegar mensalmente a 46 IPSS famalicenses, destinando-se sobretudo à comparticipação das despesas inerentes à aquisição de equipamentos de proteção individual.

O apoio será calculado tendo em conta o número de valências protocoladas pelas instituições com a Segurança Social. Assim, às instituições que dispõem de uma valência (4) vai ser atribuído um apoio no valor anual de 3 mil euros e às IPSS com duas a quatro valências (27) vai ser atribuído um apoio anual de 6 mil euros. As instituições que contam entre 5 a 7 valências (12) encontram-se no 3.º escalão e vão receber um apoio anual de 9 mil euros. Restam as IPSS que têm 8 a 9 valências (3), cujo apoio está fixado nos 12 mil euros anuais.

Sobre esta nova medida, o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, diz que é mais uma evidência da capacidade da autarquia de auscultar a realidade. “O setor social é um setor por natureza frágil e ao longo deste percurso, através da monitorização permanente que vamos fazendo, percebemos que é preciso introduzir novas medidas como esta”.

“A pandemia trouxe custos acrescidos para as nossas instituições e a Câmara Municipal é sensível ao esforço que as IPSS têm feito para continuar a prestar os seus serviços na melhor das condições”, acrescentou o edil.

Recorde-se que o município de Vila Nova de Famalicão tem no terreno um conjunto de apoios extraordinários para apoio direto a setores que estão a ser fortemente fustigados pelas consequências da pandemia, como é o caso dos setores económico, social, cultural e desportivo. º

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho