Correio do Minho

Braga,

- +
Famalicão já destruiu mais de oito mil ninhos de vespa asiática
Zalazar dita pódio para o SC Braga

Famalicão já destruiu mais de oito mil ninhos de vespa asiática

Jovens barcelenses querem preservar o passado

Famalicão já destruiu mais de oito mil ninhos de vespa asiática

Vale do Ave

2024-03-02 às 12h31

Redacção Redacção

Mês da Protecção Civil arrancou em Famalicão com edição dedicada à vespa asiática. Na última década, foram destruídos mais de oito mil ninhos.

Citação

Na última década, os Serviços Municipais de Protecção Civil (SMPC) de Famalicão destruíram mais de oito mil ninhos de vespa velutina, vulgarmente conhecida como vespa asiática, o que já implicou um investimento municipal de cerca de meio milhão de euros.
O trabalho que tem sido desenvolvido pela autarquia na prevenção e combate a esta espécie invasora e os riscos que esta representa para a produção agrícola, para o ambiente e para o bem-estar e segurança dos cidadãos vão dar o mote para mais uma edição do Mês da Proteccção Civil que, em Famalicão, se assinala com diversas acções pedagógicas junto do público escolar ao longo de todo o mês.

Recorde-se que, desde 2017, que a destruição dos ninhos de vespa velutina no concelho está a cargo da Equipa Operacional de Protecção Civil. Inicialmente com recurso ao método de incineração em período nocturno e, a partir de 2021, através da injecção de biocida. Com este novo procedimento, as intervenções passaram a ser feitas durante o período diurno, o que possibilitou um aumento no número de ninhos tratados, de um máximo de 10 ninhos para 20 por dia.
Uma alteracção que, de acordo com o presidente da autarquia, Mário Passos, “resultou numa considerável redução no tempo de resposta”. “Actualmente, adianta o edil, “a maioria das solicitações têm sido resolvidas num prazo de 24 a 48 horas, salvo em casos de dificuldades de acesso ou outras circunstâncias impeditivas”.

Refira-se que a presença da vespa velutina tem sido registada, desde 2011, na região Norte do país e, desde 2014, em Famalicão. Trata-se de uma espécie de vespa não indígena e invasora, com impactos significativos na apicultura, por ser predadora das abelhas melíferas.
Em caso de avistamento de ninho, os munícipes deverão contactar os Serviços Municipais de Protecção Civil através do número 252 317336.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho