Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Famalicão revela o talento do teatro amador
Instituto Politécnico de Viana do Castelo desenvolve protótipo de ventilador

Famalicão revela o talento do teatro amador

Município de Ponte de Lima disponibiliza mais 75 camas no âmbito do Plano Operacional Municipal para o COVID-19, totalizando 285 camas

Famalicão revela  o talento do  teatro amador

Vale do Ave

2020-02-19 às 11h00

Redacção Redacção

Festival de Teatro Amador Terras de Camilo arranca este sábado com mais de uma dezena de propostas teatrais gratuitas.

De 22 de Fevereiro a 23 de Maio, Vila Nova de Famalicão volta a dar palco ao talento dos grupos de teatro amador nacionais. A décima quarta edição do Festival de Teatro Amador Terras de Camilo arranca já neste sábado e nos próximos dois meses vai apresentar ao público famalicense mais de uma dezena de propostas teatrais gratuitas.  

A iniciativa, organizada pelo município famalicense e pelo Grutaca – Grupo de Teatro Amador Camiliano, volta a contar com a participação de companhias oriundas de todo o país.
É o caso, por exemplo, na Nova Comédia Bracarense, de Braga, que este sábado, dia 22, protagoniza a primeira sessão do festival com a apresentação da peça ‘A Comédia da Marmita’, no Centro de Estudos Camilianos, às 21.30 horas.

Na semana seguinte, no dia 29, o Teatro Experimental Flaviense, de Chaves, leva até Famalicão o espectáculo ‘O Bailado Russo’ que une duas hilariantes peças de Anton Tchekhov: ‘O Urso’ e ‘Um pedido de casamento’.
Durante o mês de Março, o Festival de Teatro Amador Terras de Camilo apresenta quatro peças e uma oficina de teatro. No dia 7, o Grupo de Teatro Gólgota, de Esmoriz, apresenta ‘Hábitos de Bebida’, e no dia 22, o Grupo de Teatro Renascer, também de Esmoriz, apresenta ‘O mundo da criança’.

No dia 27 de Março, Dia Mundial do Teatro, há a apresentação do espectáculo ‘Beatriz e o Peixe-Palhaço’ para os mais pequenos e uma oficina de teatro sobre colocação de voz. A programação do festival durante o mês de Março encerra com a apresentação da peça ‘A importância de ser Ernesto’, de Oscar Wilde, pelo Grupo Dramático e Recreativo da Retorta, de Valongo.

O Festival de Teatro Amador Terras de Camilo prossegue em Abril, com a apresentação, no dia 4, do espectáculo ‘Meu Marido que Deus haja’, pelo Teatro Olimpo, de Leiria. Dia 5, o Grupo de Teatro Balugas, de Barcelos, apresenta a peça ‘Pão Nosso’. Dia 18, o Teatro Amador do Círculo Católico de Operários, de Vila do Conde, apresenta ‘Os maridos da viúva’ e no dia 19 de Abril chega a vez do Grupo de Teatro do Centro Cultural Lordelense, de Vila Real, subir ao palco do Centro de Estudos Camilianos com a apresentação de ‘O Sherlock’.

A iniciativa termina em Maio com a peça ‘Maldição de Mãe’, do Greculeme - Grupo Recreativo e Cultural de Lemenhe, no dia 2; o espectáculo ‘Romeu e Julieta’, do Grupo de Teatro Casca de Nós, de Ermesinde, no dia 16; e ‘Entre a Flauta e a Viola’, de Camilo Castelo Branco, pela mão do Grutaca, no dia 23.
Refira-se que todos os espectáculos têm entrada livre, sujeita à lotação da sala.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho