Correio do Minho

Braga,

- +
Feriado? não para Simon Banza!
Famalicão mostra-se na BTL

Feriado? não para Simon Banza!

Plano Municipal de Acção Climática de Braga elenca 37 medidas para ser implementadas até 2030

Feriado? não para Simon Banza!

Desporto

2023-12-09 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Artilheiro do campeonato juntou mais dois golos à lista pessoal, contrariando momentos de ascendente vizelense. Essende deu esperança na parte final, até Bruma fechar as contas com golo à futsal. Deu para dormir no pódio e ainda gerir o que aí vem.

Citação

Triunfo do Braga em várias frentes ontem em Vizela, numa tarde de feriado para a maioria, mas não para Simon Banza, que assinou mais uma exibição completa, coroada com dois golos, que reforçam o estatuto de melhor marcador do campeonato, agora com 13 golos, mais quatro que o seu perseguidor, Gyokeres, do Sporting, que entra em campo este sábado, em Guimarães.
Para além do destaque individual do atacante franco-congolês, há a realçar a conquista do mais importante, os três pontos, que permitem ultrapassar, à condição, o FC Porto na tabela e dormir no pódio do campeonato.
Por fim, esta nova vitória deu continuidade ao bom momento que a equipa atravessa, o que dá sempre alento para a final que se aproxima, em Nápoles, já na próxima terça-feira.

O Vizela, penúltimo classificado, que pode terminar a ronda com a lanterna vermelha na mão caso o Arouca vença o Rio Ave, não sabe o que é vencer os guerreiros, em jogos do campeonato, desde 1984/85, excepção feita a um triunfo há dois anos, mas para a Taça de Portugal, na altura cortesia de um grande golo de Nuno Moreira que, para infelicidade dos da casa, teve de abandonar a partida antes dos 13 minutos, dando lugar a Jardel.
Após um período inicial de algum ascendente vizelense, na primeira investida arsenalista o golo apareceu, numa incursão pelo corredor direito, com Pizzi a solicitar (um apagado) Álvaro Djaló que, por sua vez, esperou a passagem de Joe Mendes pelas suas costas para lhe endossar uma bola perfeita que terminou com assistência do internacional sub-21 sueco para o desvio de Banza à boca da baliza.
Por esta altura, já o Vizela ameaçara por duas vezes, com Matheus e Serdar (que exibição) a negarem o golo a Tomás Silva e Anderson Jesus.

Para a segunda parte, Artur Jorge trocou Djaló por Bruma e, pese embora nova reentrada mais afirmativa do Vizela, voltou a ser o SC Braga a marcar. Assistência de Zalazar, com regra e esquadro, para cabeceamento de Banza, a dar maior conforto, que só seria retirado à entrada para o último quarto-de-hora. Primeiro, Serdar ainda evitou o 1-2 de forma incrível, mas na sequência do canto, Essende reduziu distâncias, num lance em que Matheus pediu falta e o juiz, alertado pelo VAR, foi ver as imagens, mas validou na mesma.
O Vizela acreditou e, no assalto final, com Buntic na área guerreira, permitiu que Bruma tivesse via aberta para o 1-3, num lance que mais parecia uma tentativa falhada de 5x4 no futsal.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade
Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho