Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Festas Gualterianas apostam no (re)encontro com a cidade
Câmara de Braga credora de mais de meio milhão em refeições escolares

Festas Gualterianas apostam no (re)encontro com a cidade

Fafá de Belém em espectáculo intimista no Altice Forum Braga

Festas Gualterianas apostam no (re)encontro com a cidade

Vale do Ave

2019-07-17 às 06h00

Teresa M. Costa Teresa M. Costa

Festas da Cidade e Gualterianas querem ir ao encontro de todos os gostos e de todas as idades com um programa diversificado que se inicia com a feira de artesanato e encerra com a marcha.

Guimarães prepara-se para viver as Festas da Cidade e Gualterianas que arrancam a 26 de Julho com a XXII Feira de Artesanato e encerram a 5 de Agosto com a Marcha Gualteriana.
O programa foi ontem apresentado numa conferência de imprensa em que participaram o presidente da Câmara Municipal de Braga, Domingos Bragança, a vice-presidente, Adelina Pinto, e o presidente da Associação Artística da Marcha Gualteriana, José Pontes.
O edil vimaranense explicou que a organização está empenhada em que as Festas Gualterianas atraiam muitos forasteiros, mas tenham a participação de todos os vimaranenses.

O objectivo do programa delineado para este ano pretende “atender à formação cultural e aos gostos de cada vimaranense”, o que “não é fácil” reconhece Domingos Bragança.
“O que estamos a tentar fazer é que todos gostem das festas” reforçou o presidente da Câmara que deu conta que foram auscultadas as instituições mais representativas em dezenas de audições.
Domingos Bragança abordou a localização dos divertimentos, salvaguardando que esta não pode ser a questão central das festas da cidade, porque são comuns a todas as festas, de norte a sul do país, embora reconheça que “dão um colorido”.

O conjunto de entidades auscultadas pelo município mostrou-se favorável à deslocalização das diversões para a cidade, sendo o local mais consensualizado a Alameda Alfredo Pimenta, justificou o edil vimaranense, admitindo que uma das críticas mais ouvidas nas audiências realizadas foi a localização dos divertimentos no Parque das Hortas.
Domingos Bragança sublinha que são as Festas da Cidade e “têm que ter uma abrangência maior que a Igreja de S. Gualter e de S. Francisco”, sendo importante “criar um eixo central” abarcando vários pontos da cidade. “Novos desafios implicam sempre soluções mais concretas” afirma o presidente da Câmara que garante que foi elaborado um plano de segurança com a PSP e o Serviço Municipal de Protecção Civil e que estão assegurados os serviços de rotina e prioritários na área abarcada pelas festas.

Sobre o abate de árvores na Alameda Alfredo Pimenta, onde vão ser instalados os divertimentos, Domingos Bragança explicou que foi motivado por doença das árvores e anunciou que, em Outubro, serão plantadas novas árvores.
No que toca ao estacionamento, será o primeiro teste ao Parque de Camões sendo objectivo tê-lo em funcionamento no dia 3 de Agosto.
A Feira de Artesanato, que este ano cumpre a sua XXI edição, regressa à Alameda de S. Dâmaso, onde decorre até 5 de Agosto com 30 stands, entre artesãos vimaranenses e de fora do concelho, e um programa de animação diário.

Para cativar os jovens, a vereadora da Cultura, Adelina Pinto, deu conta da escolha de Blaya (2 de Agosto) e Dino D’ Santiago (3 de Agosto) que sobem ao palco da Plataforma das Artes que acolhe Johnny Abreu, no último dia do programa.
A Marcha Gualteriana e a Batalha das Flores propõem-se respeitar os princípios da sustentabilidade ambiental sem perder a qualidade nem o colorido.

A Marcha Gualteriana é um dos momentos altos das Festas da Cidade de Guimarães.
É com esta marcha que fecham as Gualterianas percorrendo as ruas da cidade.
Este ano, são dez os carros que integram a marcha, sendo o último o das balonas.
Pelo meio, o público poderá assistir aos números vivos, carros com muitas surpresas, promete a Associação Artística da Marcha Gualteriana;

A Batalha das Flores acontece no sábado (dia 3), às 18 horas, com o apelo da organização para que seja com flores naturais;

Nos dias 2, 3 e 4 de Agosto há desfile e concentração de grupos de bombos que vão percorrer as ruas da cidade;

As festividades litúrgicas em honra de S. Gualter são organizadas pela Irmandade de S. Gualter/Venerável Ordem Terceira, a partir das 12.30 horas do dia 4.
A majestosa procissão tem saída prevista para as 18 horas;

O programa das Festas da Cidade e Gualterianas é diversificado e inclui desde fado (dia 3 às 22 horas, no Largo de Donães); a “Original Bandalheira” (às 20.30 horas do dia 3); Bandas às riscas (dia 2); “5 a Ferver” (dia 4) e Andre´Rio (dia 5).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.