Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Festival Contos d’Avó está de regresso à vila de Joane
Site do Município de Cerveira é o melhor e mais acessível aos cidadãos

Festival Contos d’Avó está de regresso à vila de Joane

Agrupamento dos Centros de Saúde de Barcelos e Esposende distinguido por boas práticas em Saúde

Festival Contos d’Avó está de regresso à vila de Joane

Vale do Ave

2017-09-25 às 10h14

Redacção Redacção

Os Contos d’ Avó promovidos pelo Teatro da Didascália, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, estão de regresso à vila de a Joane. O festival arranca já na quinta-feira e ao longo de três dias consecutivos, público e narradores convidados percorrerão três caminhos: o caminho da sabedoria, o caminho da intuição e o caminho da celebração.

Os Contos d’ Avó promovidos pelo Teatro da Didascália, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, estão de regresso à vila de a Joane. O festival arranca já na quinta-feira e ao longo de três dias consecutivos, público e narradores convidados percorrerão três caminhos: o caminho da sabedoria, o caminho da intuição e o caminho da celebração.
“O festival Contos d’Avó sai, assim, da esfera exclusiva do espaço privado, como foi usual nas três primeiras edições, e entra num misto de espaço privado e espaço público”, pode ler-se na nota enviada pela organização.

No mesmo documento adianta que “dinamizar espaços icónicos da vila de Joane, estimular a viagem metafórica dos sentidos e da imaginação, promover o sonho, o riso e a partilha, continuam a ser os grandes objectivos deste evento”. Trata-se de “uma viagem sensorial, onde a narração se alia a espaços não convencionais, na busca dessa partilha maior que se chama memó- ria colectiva”, acrescenta ainda a nota.

Na próxima quinta-feira, no âmbito do caminho da sabedoria, o público será convocado para uma concentração no Largo 3 de Julho (Joane), de onde partirá, a pé, para a Casa da Igreja, acompanhado pelos sons da CAISA - Cooperativa de Artes, Intervenção Social e Animação, sob direcção de Alberto Fernandes. A Casa da Igreja, edifício icónico em Joane, tem as suas origens nos finais do século XIV (dizem que talvez até antes) e pertenceu, durante largos anos, à Ordem de Cristo, ordem religiosa que substituiu a extinta Ordem dos Templários, expulsa da Europa no início do século XIV.

Para além da sua longa história, o edifício albergou a famosa papelaria Cindinha, que encerrou as portas em 1995 mantendo, até hoje, e no mesmo estado, todo o seu recheio. É uma viagem aos anos 80 e 90, onde se pode encontrar brinquedos, material escolar, postais e outros tesouros ainda mais antigos. O público será convidado a visitar a casa, acompanhado por uma instalação sonora evocativa dos mistérios templários, onde a voz de Mauro Amaral, músico algarvio, o transportará para rituais de iniciação. No final da visita, serão brindados com uma sessão de contos, pelas vozes dos narradores Cláudia Fonseca (Lisboa), Jorge Serafim (Beja) e Luzia do Rosário (Beja).

O segundo dia de festival, no âmbito do caminho da intuição, o público será convidado a subir até ao cimo do monte, onde se encontra a Capela dos Santos Passos, uma capela que andou de local em local, até se fixar definitivamente na parte alta da vila de Joane. No adro da capela será apresentada a versão de câmara do espectáculo ‘Prelúdio: a mulher selvagem’, dirigido por Bruno Martins, onde as delicadas, mas potentes vozes das actrizes Catarina Gomes, Cláudia Berkeley e Daniela Marques transportarão o público para o mundo interior feminino.
Ao espectáculo segue-se uma sessão de narração, com Cláudia Fonseca e Jorge Serafim, que explorarão este universo feminino.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.