Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Florent: “Isto vai permitir-nos recarregar baterias e voltar com bom nível”
Autarca de Viana defende que obras de 13ME justifica criação da Águas do Alto Minho

Florent: “Isto vai permitir-nos recarregar baterias e voltar com bom nível”

Câmara de Famalicão está apoiar os clubes do concelho na colocação de iluminação LED

Florent: “Isto vai permitir-nos recarregar baterias e voltar com bom nível”

Desporto

2020-04-10 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Apesar de assumir algum cansaço mental pelo facto de estar fechado em casa, o lateral-esquerdo dos vimaranenses, Florent, prefere olhar para os efeitos positivos que a quarentena poderá ter no plantel.

Se o campeonato for reatado, a expectativa do lateral-esquerdo francês Florent é a de que o Vitória SC possa igualar ou até superar o nível exibicional demonstrado em alguns momentos da presente época.
O jogador manifestou o desejo de voltar a jogar, até tendo em conta que este período em casa permitiu algum descanso aos jogadores, depois de 42 jogos oficiais já disputados esta época.
“Isto vai-nos fazer bem fisicamente, para recarregarmos baterias e voltarmos com um bom nível. Temos essa capacidade. Fizemos grandes jogos no início da época, quando estávamos bem fisicamente. Creio que isso vai acontecer, quando voltarmos a competir”, disse, ressalvando e corroborando a ideia já manifestada por outros atletas de que será sempre necessário um período preparatório, uma espécie de pré-época, até tendo em vista a prevenção de lesões.

O jogador salientou, numa vídeo-conferência promovida pelo emblema vimaranense, que o mais importante nesta altura passa por centrar atenções no combate à pandemia, expressando, ainda assim, “fome de bola”. Florent já participou em 33 jogos nesta época, contribuindo para a campanha dos ‘conquistadores’, que ocupam neste momento o 6.º lugar, com 37 pontos, e procuram o apuramento para a Liga Europa.
Em relação à já falada possível redução salarial, Florent mostrou-se disponível para isso, referindo que o mais importante é a saúde financeira do clube.

“O presidente falou com os capitães [sobre o assunto dos salários], mas, para já, não sabemos de nada. Os capitães disseram que, até agora, está tudo normal. O mais importante, neste momento, é o Vitória SC continuar bem financeiramente. Poderemos baixar [os salários]", referiu, antes de confessar algum “cansaço mental” pelo facto de estar confinado à sua habitação, treinando há quase um mês com material fornecido pelo clube. O jogador admite que, no entanto, este tempo tem servido para “dar mais valor à família”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho