Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Formação profissional é via de sucesso para muitos jovens
Braga com 14 novos projectos de reabilitação

Formação profissional é via de sucesso para muitos jovens

Hélder Baptista com “ambição enorme” no novo projecto do Lank FC Vilaverdense

Formação profissional é via de sucesso para muitos jovens

Vale do Ave

2020-08-11 às 15h15

Redacção Redacção

Famalicão disponibilizou centenas de vagas em cinco entidades formadoras

Estão ainda a decorrer as candidaturas para os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) e Cursos de Especialização Tecnológica (CET) para o ano letivo 2020/2021. As entidades formadoras de Vila Nova de Famalicão disponibilizam 625 vagas distribuídas por 19 cursos CTeSP e 6 cursos CET, com início da formação no mês de setembro, quer em regime laboral, quer pós-laboral. As inscrições devem ser efetuadas junto de cada uma das entidades formadoras ou então através do Centro Qualifica de Famalicão http://www.famalicaoeducativo.pt/_centro_qualifica_apresentacao



Todo este volume de formação disponibilizado em território famalicense será ministrado pelas entidades: Citeve – Centro Tecnológico Das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal (www.citeve.pt); Cenfim – Centro De Formação Profissional de Indústria Metalúrgica e Metalomecânica (www.cenfim.pt); Cespu (www.cespu.pt); Instituto Politécnico do Cávado e Ave – Polo de Vila Nova de Famalicão (www.ipca.pt); e Instituto Politécnico de Bragança – Polo de Vila Nova de Famalicão (www.ipb.pt).



Para mais informações, basta consultar no Portal da Educação (www.famalicaoeducativo.pt) o booklet com esta oferta formativa https://issuu.com/municipiodefamalicao/docs/livro_cursos_ctesp_cet2020_v0505_c





O que são Cursos Técnicos Superiores Profissionais?



Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) são formações de ensino superior.

Gerontologia, Bem-Estar e Termalismo, Manutenção e Controlo de Equipamentos Biomédicos, Bioanálise e Controlo, Secretariado Clínico, Estética, Cosmética e Bem-Estar, Tecnologia Alimentar, Gestão Ambiental, Design de Moda, Eletrónica, Automação e Comando, Energia, Telecomunicações e Domótica, Sistemas Eletrónicos e Computadores, Apoio à Gestão, Exportação e Logística, Comércio Eletrónico, Desenvolvimento Web e Multimédia, Gestão financeira e contabilística, Manutenção industrial e Redes e segurança informática são os CTeSP oferecidos pela Cespu, IPB e IPCA.

As condições de ingresso obrigam os candidatos a serem titulares de um curso secundário ou de habilitação legalmente equivalente; que tenha sido aprovado nas provas especialmente adequadas para maiores de 23 anos; titulares de um diploma de especialização tecnológica ou de técnico superior profissional; titulares de um grau de ensino superior que pretendam a sua requalificação profissional.

A duração do CTeSP tem 120 créditos e a duração de quatro semestres (2 anos), sendo o último em contexto de trabalho. A frequência destes cursos tem associado o pagamento de uma propina, ainda que os formandos se possam candidatar a uma bolsa de ação social.



O que são os Cursos de Especialização Tecnológica?



Os Cursos de Especialização Tecnológica (CET) são formações pós-secundárias não superiores que visam conferir uma qualificação profissional de nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações (QNQ).

Gestão da Produção para a Indústria metalúrgica e metalomecânica, Tecnologia Mecânica, Tecnologia Mecatrónica, Industrialização de produto moda, Comércio Moda e Processos de Coloração e Acabamentos Têxteis são os Cursos de Especialização Tecnológica oferecidos pelo Cenfim e pelo Citeve.

Para terem acesso aos CET, os candidatos têm de cumprir com as seguintes condições: serem titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente; serem estudantes que tenham obtido aprovação em todas as disciplinas dos 10º e 11.º e tendo estado inscritos no 12º ano, de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente, não o tenham concluído; serem titulares de uma qualificação profissional de nível 4; serem titulares de um diploma de especialização tecnológica ou de um grau ou diploma de ensino superior que pretendam a sua requalificação profissional.

Os estudantes que não sejam titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente têm de realizar, caso sejam selecionados, um plano de formação adicional.

Os CET têm a duração aproximada de um ano e meio (18 meses) a que corresponde entre 60 e 90 unidades de crédito. A frequência destes cursos é gratuita e tem direito a bolsa de formação e transporte.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho