Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
‘Guerreiros das areias’ já estão nas meias-finais do Mundialito
Perseguiu vítima até à esquadra da PSP de Famalicão

‘Guerreiros das areias’ já estão nas meias-finais do Mundialito

Paredes de Coura reclama “fato à medida” das necessidades estratégicas das autarquias

‘Guerreiros das areias’ já estão nas meias-finais do Mundialito

Desporto

2020-02-14 às 06h00

Rui Serapicos Rui Serapicos

SC Braga venceu Grashoppers, da Suíça, por 8-3, depois de ter ganho na quarta-feira ao Flamengo. Hoje ‘guerreiros das areias’ medem forças com equipa da casa, o Spartak de Moscovo.

A equipa de futebol de praia do SC Braga, que defende o título de campeã do mundo, venceu ontem o Grashoppers, da Suíça, por 8-3, em jogo a contar para a segunda jornada do Grupo B do Mundialito de clubes, que está a decorrer em Moscovo.
Com este triunfo, o SC Braga, reforça a liderança do grupo B com 6 pontos, enquanto o Grashoppers segue na última posição da tabela classificativa, sem qualquer ponto. Como ontem o Spartak Moscovo ganhou ao Flamengo por 3-2, mas após prolongamento, os arsenalistas e os russos têm já lugar garantido nas meias-finais.

Mas os russos, por terem no jogo com o Flamento empatado (2-2) no tempo regulamentar, ganhando só no prolongamento, têm só 5 pontos.
Os ‘guerreiros das areias’ que na primeira ronda tinham ganho aos brasileiros do Flamengo por 6-4, defrontam a equipa da casa, o Spartak de Moscovo, hoje às 16.15, em jogo a contar para a terceira jornada.
Ontem, frente aos helvéticos, a equipa arsenalista entrou logo a beneficiar de um penálti, a punir carga faltosa do guarda-redes Stucki sobre Bokinha, que o mesmo Bokinha transformou no primeiro golo.
Aos 6 minutos, o ‘guerreiro’ Jordan aproveitou uma recarga para elevar a diferença.

Logo no minuto imediato os suíços tiveram a seu favor um livre directo em cuja cobrança reduziram para 2-1, através de um remate de Bernardo Botelho, rente ao solo que na trajectória traiu o guardião dos minhotos.
Ainda no decorrer do primeiro de três períodos do jogo, Bruno Torres num pontapé de bicicleta de belo efeito, de costas para a baliza, e Filipe em habilidade com um bom toque de calcanhar, deram ao marcador expressão de 4-1 a premiar sobretudo a boa qualidade técnica e eficácia dos jogadores do SC Braga.

No segundo período, em que os ‘gafanhotos’ criaram ocasiões para poderem recuperar alguma diferença, tiveram falta de sorte numa bola ao ferro e numa situação de finalização à boca da baliza em que a bola saiu ao lado.
Apesar da boa fase dos suíços, o SC saiu deste segundo período na frente do marcador com uma vantagem de três golos (5-2), graças a dois golos de Filipe (aos 11 e aos 24 minutos), contra um de Voitok (20 minutos).
No terceiro e último período de jogo, em que os golos tiveram em geral como causa principal não tanto a qualidade técnica que se tinha visto no primeiro período, mas mais o eficaz aproveitamento de falhas defensivas do adversário, Bê Martins, Jordan e Bokinha voltaram a fazer mais golos para os arsenalistas, enquanto os suíços só marcaram um, através de um auto-golo do ‘guerreiro’ André Lourenço, que introduziu a bola na sua própria baliza.
Mas a equipa minhota reagiu e geriu a vantagem.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho