Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Guimarães vai ter uma estátua a representar a imagem de Vímara Peres
Folia carnavalesca nas ruas do centro histórico

Guimarães vai ter uma estátua a representar a imagem de Vímara Peres

Comédia e teatro marcam programação de Março

Guimarães vai ter uma estátua a representar a imagem de Vímara Peres

Vale do Ave

2020-01-26 às 20h20

Redacção Redacção

Pretensão anunciada por Domingos Bragança este sábado. O escultor vimaranense Dinis Ribeiro será o autor da obra de arte.

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, adiantou que Guimarães vai ter uma estátua a representar a imagem de Vímara Peres, que fundou a cidade de Guimarães (Vimaranes), a que deu o seu nome. O anúncio foi feito durante a apresentação do livro “Religare”, do escultor Dinis Ribeiro, que será o autor da obra de arte.
 
Vímara Peres foi o fundador de um pequeno burgo fortificado designado por Vimaranis (derivado do seu próprio nome), que com o decorrer dos tempos, por evolução fonética, deu lugar a Guimarães, tendo sido o principal centro governativo do Condado Portucalense.
 
Domingos Bragança explicou que a escolha de Dinis Ribeiro para realizar esta escultura é sinal do “reconhecimento” pela obra do escultor vimaranense e que atingiu já uma ampla dimensão nacional. “Em Guimarães temos uma história feita futuro, nesta religação do passado ao presente e do presente ao futuro e com esta escultura de Vímara Peres estamos a religar e homenagear o iniciador do burgo de Guimarães”, frisou o Presidente da Câmara Municipal. Há uma clara aposta no apoio nas artes, através da criação e formação na Cidade Berço. A título de exemplo, Domingos Bragança lembrou a obra em curso na reabilitação do Teatro Jordão, onde será instalada a Escola de Artes Plásticas da Universidade do Minho.
 
A sessão de apresentação do catálogo da exposição de escultura “Religare”, de Dinis Ribeiro, decorreu na Plataforma das Artes e da Criatividade, com as presenças de Fernanda Ribeiro, Diretora da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), a vereadora da Cultura da Câmara de Guimarães, Adelina Pinto, o curador da exposição, Delfim Sousa, entre outros convidados.
 
A exposição “Religare” foi inaugurada em maio do ano passado, no âmbito do centenário da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), com o apoio do Município de Guimarães, e contempla uma mostra de arte pública com seis núcleos expositivos das unidades de conhecimento da história do centenário da FLUP.
 
A diretora da FLUP destacou a “exposição simbólica” e sublinhou na sua intervenção que “foi um gosto ter acolhido esta exposição, num ano especial, em que assinalamos os 100 anos da criação das Letras na Universidade do Porto. Uma das missões da Faculdade é a ligação à sociedade e nada melhor que a ligação entre as letras e a arte para criar estes laços e partilhar a ciência que produzimos para a sociedade”, referiu Fernanda Ribeiro.
 
Dinis Ribeiro agradeceu o apoio da Câmara de Guimarães pela forma como tem retribuído no apoio aos artistas vimaranenses, destacando ainda a colaboração de todos os que contribuíram na elaboração desta exposição.
 
Natural de Rendufe, Guimarães, Dinis Ribeiro tem formação na área da cantaria e da talha e desenvolveu uma profícua atividade artística na área da escultura. Tem arte pública espalhada em várias regiões do território nacional e ainda em Espanha e França, contando com várias exposições em Portugal, nomeadamente em galerias de arte, museus e monumentos nacionais.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.