Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Hidrogénio é fonte de novas oportunidades
Registo Civil reabriu, Segurança Social mantém portas fechadas

Hidrogénio é fonte de novas oportunidades

Viana do Castelo avança com “Reabilitação e Refuncionalização da Praça Viana” por 3,7 milhões de euros

Hidrogénio é fonte de novas oportunidades

Braga

2020-10-30 às 06h00

Teresa M. Costa Teresa M. Costa

Município de Braga acompanha com expectativa investigação do INL na área do hidrogénio verde e está disponível para projectos-piloto.

O Município de Braga está disponível para participar em projectos-piloto que tirem partido do hidrogénio verde, nomeadamente na área da mobilidade, na qualidade de entidade gestora de um sistema público de transportes. A abertura foi manifestada ontem pelo presidente da Câmara, Ricardo Rio, no encerramento da "Hydrogen summit 2020", iniciativa organizada pelo Instituto Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) e que, durante dois dias, juntou online especialistas de diferentes países em torno do futuro e das possibilidades do hidrogénio verde.

A propósito da "Hydrogen summit 2020", Ricardo Rio realçou as três dimensões em que se concentram os objectivos da União Europeia e que passam pela promoção da sustentabilidade através da utilização de energias renováveis de maneira a que os territórios possam atingir a neutralidade carbónica até 2050 e, nalguns casos com projectos locais reduzir o prazo para 2030.
O autarca bracarense considera que o hidrogénio verde pode desempenhar um papel importante para o objectivo da sustentabilidade.

A rentabilização de novas fontes de energia tem ainda impacto do ponto de vista da competitividade, lembra Ricardo Rio, acrescentando que o hidrogénio verde pode, em si mesmo, ser fonte de criação de novas oportunidades de negócio e de projectos inovadores para a União Europeia e para cada um dos territórios.
Outra dimensão referida pelo presidente da Câmara de Braga é da inovação que está ligada, também, à investigação.

Sobre a investigaçao, onde o INL pontua, Ricardo Rio realça a necessidade dos agentes promotores de conhecimento se ligarem aos agentes locais, através de parcerias que permitam a aplicação prática da investigação.
O edil bracarense revelou que o município acompanha, com expectativa, o trabalho que está a ser desenvolvido pelo INL nesta e noutras áreas e que possa contribuir para o desenvolvimento deste território.
Para o edil bracarense, "vermos o INL a trabalhar em áreas de vanguarda à escala global só valoriza o território" e é neste contexto que se enquadram os projectos de investigação em curso e futuros na área do hidrogénio verde.
O director-geral do INL, Lars Montelius, agradeceu a todos os participantes que ajudaram ao sucesso da “Hydrogen summit” pelas diferentes perspectivas sobre o hidrogénio que contribuem “para uma melhor liderança da Europa na transformação do hidrogénio”.
Lars Montelius reconheceu também a necessidade de aprofundar a investigação para compreender esta fonte de energia.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho