Correio do Minho

Braga, terça-feira

Houve redução drástica do acesso automóvel ao Centro Histórico de Braga
A cidade sem carros arrancou sorrisos às pessoas

Houve redução drástica do acesso automóvel ao Centro Histórico de Braga

Convívio Amigos Teclenses homenageia filhos da terra e ex-combatentes já falecidos

Entrevistas

2018-04-30 às 06h00

Teresa M. Costa

Novo regulamento de acesso automóvel à área pedonal do centro histórico reduziu o número de acessos e até os autos instaurados pela PSP diminuíram, revela o vereador que gere o Espaço Público.

O novo regulamento de acesso automóvel à área pedonal do centro histórico de Braga trouxe mais disciplina e reduziu drasticamente o número de acessos garante João Rodrigues, o vereador que tem o pelouro da Gestão e Conservação do Espaço Público, a par da Gestão das Instalações Municipais, na Câmara de Braga.
João Rodrigues foi o convidado do programa 'Da Europa para o Minho' conduzido pelo director da Rádio Antena Minho e do jornal Correio do Minho, Paulo Monteiro, e pelo eurodeputado, José Manuel Fernandes.

O vereador que gere o espaço público em Braga revela a diminuição do número de autos instaurados pela PSP no centro histórico para quase um sexto num curto espaço de tempo.
Quer moradores quer utilizadores percebem que o tráfego automóvel reduziu drasticamente confirma João Rodrigues, para quem a gestão do espaço público, sobretudo no centro histórico, tem sido um desafio.
O vereador da tutela revela que já se reuniu com centenas de moradores e muitas dezenas de lojistas e comerciantes e com a direcção da Associação Comercial de Braga (ACB) e acredita que o caminho passa por envolver as pessoas no processo, explicando-lhes o que se pretende fazer.

Em relação ao acesso automóvel ao centro histórico, João Rodrigues admite que qualquer pessoa gosta de ter o carro à porta de casa, mas explica que a zona pedonal estava a ser bastante desrespeitada e estava claramente a deixar de ser uma zona pedonal levantando mesmo questões de segurança dos peões, já que durante a semana, de manhã, havia dezenas de carros, senão mais, a circular numa área de três/quatro quilómetros quadrados.
Foi um problema que tivemos que resolver assume o vereador que cumpre o seu primeiro mandato que corresponde, também, à sua primeira experiência política executiva.
João Rodrigues destaca o efeito imediato na vida das pessoas da actividade do seu pelouro ao tutelar áreas que vão desde o estacionamento à ocupação do espaço público, passando pelo trânsito e fiscalização.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.