Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Igualdade de Género é tema de inquérito
CIIES acolhe ensino artístico e especializado da dança em regime articulado

Igualdade de Género é tema de inquérito

Medidas culturais de Guimarães em período de pandemia partilhadas na Comissão Europeia

Igualdade de Género é tema de inquérito

Braga

2020-08-10 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Município de Braga lançou inquérito para aferir percepções e desenhar uma campanha de promoção da Igualdade de Género. Acção surge no âmbito do projecto ‘DiverCidade Braga - Uma viagem Intercultural’.

Fomentar a construção de uma sociedade mais igualitária e intercultural, promovendo a integração das diversas comunidades migrantes que habitam no concelho de Braga é o propósito do projecto ‘DiverCidade Braga - Uma Viagem Intercultural’. Neste sentido, o Município de Braga desafia todos os nacionais de países terceiros (migrantes), residentes no concelho, a responderem a um inquérito, que pretende apurar a sua percepção sobre a temática da Igualdade de Género.

“O projecto ‘DiverCidade Braga - Uma Viagem Intercultural pretende unir todos numa missão conjunta para sensibilizar e fomentar a construção de uma sociedade mais justa, igualitária e intercultural, promovendo a integração de cidadãos oriundos de outros países e outras culturas”, pode ler-se na página dedicada ao projecto.
Um das actividades já desenvolvidas foi o 1.º Café Intercultural (on-line), que juntou nacionais de países terceiros e vários mediadores municipais e interculturais, que teve como tema ‘Os efeitos da pandemia na empregabilidade dos nacionais de países terceiros (NPT´s)’. De destacar que Sandra Araújo, Co-CEO da Edit VAlue Apoio à Gestão, abriu a sessão destacando os obstáculos e desafios à empregabilidade no contexto social bracarense.

De seguida, Rómulo Barreto e Saidatina Dias, mediadores municipais e interculturais, partilharam as principais preocupações das comunidades migrantes da América do Sul e os desafios na integração no mercado de trabalho das comunidades migrantes de África.
Por isso, este projecto quer envolver a toda a sociedade, os bracarenses e os que têm vindo a eleger o concelho de Braga como novo local de residência, na promoção da igualdade, da partilha de culturas e na promoção do diálogo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho