Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Incubadora à procura de novas soluções
Lara, a princesa guerreira: “o ringue é a minha casa”

Incubadora à procura de novas soluções

Obras: 385 requerimentos tratados por via digital

Incubadora à procura de novas soluções

Braga

2020-02-22 às 12h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

HUMAN POWER HUB - Centro de Inovação Social de Braga foi ontem oficialmente inaugurado, no edifício do Castelo, pelo secretário de Estado do Planeamento, José Mendes. Vários projectos já estão ali incubados.

“Não faças da tua vida um rascunho. Poderás não ter tempo de passá-la a limpo.”
Mário Quintana

Um “espaço de encontro” para as novas tendências europeias na área da inovação social, onde se quer “estimular a criatividade e a capacidade de encontrar solução diferenciadoras para os novos problemas” é o que se pretende com o Human Power Hub - Centro de Inovação Social de Braga, inaugurado oficialmente ontem pelo secretário de Estado do Planeamento, José Mendes. “Este é um bom exemplo do que trouxemos das cidades europeias e esperamos que sejam aqui replicados, escalados e catalisadores do mais valioso: o poder das pessoas”, apelou o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, acreditando que o Human Power Hub mais do que um “viveiro de inovação” é, sobretudo, “um mostruário da capacidade de transformação dos cidadãos”.
Com o Human Power Hub, instalado no edifício do Castelo, Braga “ganha outra dimensão” ao nível do empreendedorismo, tratando-se de “um projecto inovador de apoio à aceleração e incubação de ideias empreendedoras orientadas para o impacto social”. Tutelado pela Fundação Bracara Augusta, este centro está centrado nas pessoas e vocacionado para projectos de base social que cumpram os objectivos de desenvolvimento sustentável. “Ao longo dos últimos anos, Braga tem procurado ser um catalisador de uma dimensão a que chamamos ‘quádrupla hélice’, ao envolver e comprometer nas mais diversas áreas da gestão municipal os agentes mais relevantes em termos locais como as universidades, o tecido empresarial, passando pelos poderes públicos e pela ge- neralidade dos cidadãos”, referiu Ricardo Rio, revelando que este tem sido o “segredo do sucesso”, onde é possível “partilhar uma visão comum e alicerçada numa estratégia em que todos assumem uma responsabili- dade”.
O presidente da autarquia aplaudiu os “exemplos extraordinários” do envolvimento de capacitação para proporcionar essa inovação em prol da coesão social. “Queremos que Braga seja continuamente referenciada como um território de inovação, de pujança económica, de crescimento e de oportunidades. Mas queremos que isso seja devidamente balanceado com o este compromisso com a qualidade de vida, com o bem-estar dos cidadãos e onde ninguém se sinta excluído”, defendeu o autarca.
Com 16 incubadoras do género em Portugal, o secretário de Estado do Planeamento referiu que este ecossistema traz à realidade algo, que às vezes, é “esquecido” quando nos perdemos nos números da economia. José Mendes deixou o alerta. “Há respostas de volume que é preciso dar às patologias sociais”, porque há um “desafio quase adormecido, e que é uma espécie de parente pobre da economia, que é o desafio das respostas sociais aos novos problemas sociais”. Secretário de Estado foi mais longe: “era importante colocar no mesmo patamar de preocupação e prioridade a economia social”.
Para a presidente da Fundação Bracara Augusta, Sameiro Araújo, este centro é “um espaço de encontro para novas tendências europeias na área da inovação social para proporcionar transferência de conhecimento experimental para as vivências sociais”. O projecto, que iniciou em Janeiro de 2019, termina em Dezembro de 2021 e Sameiro Araújo espera que perdure para além dessa data para “continuar a afirmar Braga como uma cidade inovadora”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho